quem escreve

Minha foto
Rio de Janeiro, RJ, Brazil
Carioca, apaixonado pelo Rio de Janeiro, apreciador das artes, das viagens e das pessoas que têm algo a dizer.

segunda-feira, 1 de janeiro de 2018

Réveillon 2017/2018


Ao som de muitos fogos de artifícios lançados de balsas fundeadas na Baía de Guanabara, recebi o maravilhoso ano de 2018. Sim, queridos este será um ano maravilhoso!


Estava com dúvidas se ia para o mega Réveillon de Copacabana com previsão de 3 milhões de pessoas, mais show da Anitta. Mas só de pensar em ter que ficar horas numa fila para pegar o metrô de volta, preferi ficar no conforto de casa e descer às 23h30, atravessar a rua e fazer a festa no meu bairro.
Me instalei na areia e foi o melhor que fiz. Não houve tumultos, nada e estava logo atrás do palco, onde rolava show do Michael Sullivan.
Aguardando 2018...
Meia-Noite,  vamos brindar ao novo ano que começa.
E logo começa o espetáculo dos fogos, muito bonitos, mas poderia ter mais uma balsa e com um pouco mais de distância para dar um outro efeito. Mas valeu!



Foram 17 minutos de espetáculo. Da praia do Flamengo ainda podemos ver os fogos da Praia de Icaraí em Niterói e alguns de Copacabana que brilham bem alto.

Tudo encerrado e a multidão volta pra casa, ordeira e tranquilamente.

domingo, 3 de dezembro de 2017

Fale Conosco

Olá pessoal!!! Tudo bem?
Depois de longo e tenebroso inverno, volto com uma postagem especial aqui.
Ontem, dia 2 de dezembro, participei do programa Fale Conosco, apresentado pela atriz Julia Rabello.
Você deve estar se perguntando: "Fale Conosco"? Julia Rabello??? Quem??? Qual canal???
Vivemos num mundo em Rede e hoje em dia, nem precisamos de televisão para fazer um "programa de televisão" ... rsrsrs
Fale Conosco é um programa do Canal GNT - sim, aquele da Globosat que você assiste pelo canal 41 ou 541 da NET -, mas que é apresentado no YouTube, plataforma de vídeos diversos. Então, o GNT tem um canal no YouTube e lá apresenta diversos programas. O Fale Conosco é um deles.
A atração estreou no ano passado e a ideia inicial era a exibição de apenas 6 episódios, mas caiu no gosto do público da internet. Nem todo mundo tem TV por assinatura, ainda muito caro aqui nessas terras tupiniquins. 
E afinal qual é o objetivo desse Fale Conosco??? Boa pergunta, né? É mais ou menos assim: Julia Rabello lê os comentários dos telespectadores nas publicações do Canal GNT nas redes sociais (Facebook, Twitter, Instagram etc). Depois do advento internet + redes sociais, todo mundo passou a ser um pouco técnico e crítico de tudo. Aí é um festival de pitacos, sugestões, críticas, elogios etc. O GNT criou uma maneira divertida de dar atenção aos seus assinantes, através da veia cômica da atriz Julia Rabello. O que o canal não imaginava é que atraiu um público que já conhecia a Julia do Porta dos Fundos ou das novelas e o programa virou um sucesso. E como eu fui parar lá?
O primeiro episódio era "Gente que ama odiar programas de culinária". Eis que um comentário meu foi lido. Escrevi: "Porque será que a Rita Lobo não porva a própria comida que prepara". Notaram o erro de ortografia? "Porva" ao invés de "prova". Bastou isso para pegarem no meu pé. Aí eu fui zoado pela Julia. Fiquei chateado porque foi um erro de digitação e respondi nos comentários no YouTube: "Algumas vezes ao digitar trocamos as letras. Eu quis escrever "prova" e saiu porva. Aí fui zoado.... fala sério. Próximo tema: programas de humor que o público não ri."
Você pode assistir ao primeiro episódio clicando aqui
Só sei que, sem querer, acabei virando quase um personagem dentro do programa. E como sempre comento os programas do GNT fazendo as minhas críticas ácidas, meus comentários continuaram sendo lidos no Fale Conosco. Além disso, o GNT passou a fazer chamadas na televisão e meu nome aparecia.  
Quem acompanhava o Fale Conosco - toda segunda-feira, ao meio-dia, entra um episódio novo no YouTube - pedia a minha participação. Criaram até #FortunatonoFaleConosco. 
Desde Janeiro deste ano,  a Produção me convida para uma participação. Mas a minha agenda não batia com a agenda da apresentadora. Finalmente, para o programa de  comemoração de 1 ano, consegui ir. Durante a semana, o GNT divulgou várias chamadas na televisão:

Então vamos lá, curtir esse momento! 
Pensando já como ia ser estar com Julia, Bela Gil e Rainha da Cocada.
Teve carro que veio me buscar em casa e tudo. O programa foi gravado no YouTube Space no Píer Mauá. 
 
Devidamente Credenciado pra entrar no YouTube Space
 Aguardando... 
 O espaço é incrível com uma super estrutura!
 Primeiro pedido de super selfie com alguns convidados para assistir a gravação
Sim, teve aquele microfone que só entrevistados usam ... rsrsrsr. Essa menina super fofa e gentil "vou enfiar a mão aqui por dentro da sua camisa, tá"

Phelippe Lima e sua cabeleira - quase um personagem -, também convidado-com-direito-a-microfone.
 As meninas da produção Ana Catarina e Isadora 
 Sheila - "quase não dormi a semana inteira" - a moça que comenta tudo 
Nessa hora, a sala da produção vazia e a gente ali aguardando a hora de ir para o estúdio. Frio na barriga e ansiedade. 
Chegamos ao Studio: "silêncio, celular em modo avião, nada de fotos, nada de vídeos, segurem a onda tá?" Aqueles conselhos da produção... Phelipe Lima e Sheila aguardando o momento de entrar, estavam tensos ... rsrsrs

E aí chegou a hora da minha entrada. Gabriel, diretor do programa, deu as indicações, eu entraria sozinho - olha só o gabarito! - Acho que causou impacto.


A Júlia parecia não acreditar que eu havia aceito o convite para estar no programa. Me deu um abraço tão forte quanto verdadeiro. Ela estava emocionada mesmo!
Momento berlinda e saia justa:cara a cara com Bela Gil e Raíza Costa - a Rainha da Cocada -, e surpresa, a presença do Caio Braz. Sobre este último, eu fiz um comentário ácido numa das publicações do GNT: "que programa desnecessário". Claro que eles aproveitaram para me alfinetar, óbvio. Foi divertido. Raíza queria que eu falasse olhando nos olhos. Ok, repeti que já havia escrito, que Bela e Raíza eram duas chatas. Mas tudo rolou com muito humor.
Caio disse que "esperava mais de mim"; gongou meu figurino, mas fiz a linha Ibrahim Sued e deixei correr. Afinal, um dia pedra, no outro vidraça. 


Em dado momento do programa, fomos convidados a sair. Aí relaxamos. Incrível; na hora que sentei na cadeira, oferecida por uma moça da produção, comecei a pensar no que poderia ter falado. Mas, já havia falado além da conta...
Antes de todo mundo, fiz essa foto do bolo

Julia Rabello, que estava uma lady, chamou a galera para celebrar. Por questões de direitos autorais, nada de cantar "Parabéns". Júlia tentou fazer suspense, mas num lindo discurso me ofereceu a primeira fatia do bolo, cortada pela Raíza. Que fatia enorme a moça cortou. Eu comi tudo, claro! Sim, tava gostoso.
Momento fofo

Que olhar é esse do Caio Braz???
Eu não me toquei que o Programa ainda estava no ar e peguei a Julia para tirar fotos
Selfies e mais selfies

Final do Programa, todo mundo mais descontraído. Hora de bater um papo rápido com as estrelas da casa, rir e desejar tudo de bom. Afinal, a gente tá na vida para aprender e sorrir.
A Rainha da Cocada, também conhecida como Dulce Delight ou Raíza Costa
Bela Gil - come placenta e oferece churrasco de melancia, mas é legal, educada, divertida e uma graça!
Gabriel - o Diretor!
Que moça linda da Produção
Mais Amor Por Favor!
Julia Rabello é uma querida! Simpática, extrovertida, divertida e desce do salto para usar um tênis branco. Que bom ter momentos assim na vida.
E aqui nos despedimos, saídos do túnel do YouTube Space. Na foto, Maria, Vitor, eu, Cabeleira, Phelippe Lima e Sheila.
Opa, mais uma selfie, agora com a Victoria.

Quer conferir o programa? Clique aqui e divirta-se! O programa começa no minuto 13:50. Amei participar!!!

(***) reprodução da internet

quinta-feira, 24 de dezembro de 2015

Paris, 60 horas para curtir a cidade luz

Minha passagem em Paris durou exatamente 60 horas. Deixei Lisboa na manhã do dia 21 de fevereiro de 2015, às 06h00 e voei até a cidade que mais amo visitar! 
Na minha chegada passei por  alguns contratempos: mala quebrada, mas a Air France substituiu na hora. Fui comprar bilhete de trem e a máquina recusou três vezes uma moeda de 1 euro. Por fim, comprei os bilhetes. Apesar de pedir recibo, a máquina não emitiu. No trem, pela primeira vez, o contrôleur (fiscal) pediu meu bilhete. Cadê o bilhete??? Procurei, abri a bolsa, os bolsos e nada. O trem todo me olhando. Eram três fiscais. Um deles, disse que fariam a inspeção junto aos outros passageiros e voltariam. Voltaram e nada. Pior que sem recibo nem tinha como provar que havia comprado. Quando ele ia emitir a multa... eu puxei uns papéis dobrados dentro do bolso da frente da bolsa e voilà... caiu o bilhete. Foi uma festa! Passado tudo isso, cheguei sob chuva fina ao Hotel de Suez no Boulevard Saint-Michel. 
Chegar no Hotel de Suez é como estar em casa. Um abraço da recepcionista, o "bienvenu monsieur Fortunatô" com um sorriso dos demais funcionários.
No quarto, com vista para o Boulevard Saint-Michel


 
Após uma ducha fria, apesar da temperatura...saí para almoçar no Marais. Curioso isso, estava no Quartier Latin mas o Marais me chamava... E fui a pé, pois não  estava longe. Por sinal, a localizaçao do Hotel de Suez é perfeita.
Marco zero de Paris em frente à Notre Dame.
No Marais almocei no Des Gars dans la Cuisine
 
Pas terrible o boeuf bourguignon
Duas lojinhas do Marais que despertam o desejo do chá das cinco, só faltam as torradas.
Contra o ódio, só o amor... há um mês e alguns dias havia acontecido o atentado ao Charlie Hebdo (janeiro/2015 vocês lembram)
Mas Paris resiste e se mostra sempre bela e encantadora. Depois do almoço e de rodar bastante pela cidade, retornei ao Hotel.  Havia marcado um jantar com amigos.
Em novembro de 2014, Frank e Thomas vieram ao Rio e tive o prazer de guiá-los pela cidade. Na época disse que iria passar em Paris em fevereiro. Eles me convidaram para um jantar. E esse foi um encontro muito legal.
E o domingo, 22 de fevereiro, amanheceu ensolarado. A temperatura agradável e o céu quase anil.
Dediquei a manhã de domingo para conhecer a Fondation Louis Vuitton, inaugurada em Outubro/2014. Quando perguntam porque sempre volto à Paris, a resposta é simples: tem sempre uma novidade. E que novidade! Um espaço moderno, um arquitetura imponente, monumental junto ao Jardin d'Aclimatation. De longe, parece flutuar.  
E se por fora já ficamos encantados, ficamos maravilhados com o que encontramos exposto nas diversas salas e galerias.
 
No hall de entrada já encontramos essa maravilha que nos dá as boas vindas.
maquete do projeto 
Que sorte, cheguei faltando dois dias para acabar a exposição de Olafur Eliasson, artista de Copenhagen, conhecido por suas esculturas e instalações de grande escala que utilizam materiais como luz, água e temperatura do ar para envolver o espectador em uma experiência supra sensorial.
Acho que nem preciso falar muito, as fotos mostram a criatividade do artista e as sensações que provocam nas pessoas.
 
 
 
Depois de tantas sensações diferentes, voltei à ralidade e preferi ir até o terraço. De lá observamos a cidade e podemos ver La Défense e a Torre Eiffel. 

Entrei nas outras salas, mas nada me deixou tao impactado como a escultura do artista alemão Thomas Schütte, "Mann im Matsch" (Homem na lama).
Enfim, mas um espaço para apreciar a Arte e ser feliz em Paris. Super recomendo!
E voltei ao Marais, simplesmente para flanar. Aos domingos o bairro fica muito animado.
Pausa do almoço no Breizh Café - a melhor galette de Paris. A galette chegou depois e estava deliciosa e acompanhei com uma excelente Cidre bretonne.

E depois do almoço é bater pernas, a diversão é garantida. Esse ovo super colorido estava exposto em um Centro Cultural, cujo nome já nao lembro mais. Pena. 
Passei por este prédio e li uma frase que me soou familiar: "O amor por princípio, a ordem por base e o progresso por fim", esta é uma frase positivista. E acho que Religion de l'humanité tem a ver com a Igreja Positivista do Brasil. A pesquisar. 
Na rue Elzévir uma novidade, pelo menos para mim: a Maison Méert. Tradicional Confeitaria inaugurada em Lille em 1761, com filiais em Paris, Bruxelas e Roubaix.
 E tudo é Arte neste bairro 

 
E cheguei no endereço mais nobre do Marais, a Place des Vosges.  Vale caminhar sob as arcadas, ver as galerias, um programa para ser feito sempre. 
Pavillon de la Reine, este hotel é bem discreto e sua entrada fica ao lado de uma das galerias de arte da praça. O jardim é repleto de obras de arte.

 Todo o charme d euma das prças mais bonitas de Paris.

E chegou o dia de voltar para casa, 23 de fevereiro de 2015, segunda-feira. Mas o voo é só às 23h50. Dá para curtir muito...

 Apreciar a fachada dos prédios
 Tomar um chá
 Descobrir uns cantinhos novos 
 Retornar à Prça preferida (Place la Contrescarpe)
E descobrir o restaurante que a amiga mantém em Paris e não conta para ninguém...  
 O céu fechado e cinza chumbo garante mais charme à cidade.
 Square du Vert Galant - meu lugar no Rio Sena.
E na partida ganho um presente que me fará retornar muitas vezes à Paris. Sandrine, a recepcionista do Hotel de Suez, me  presenteou com o livro "100 coisas para fazer ao menos uma vez em Paris".
*****
E assim foi o meu Carnaval de 2015 - 12 dias de viagem visitando Lisboa, Porto, Guimarães e Paris. Até a próxima!