quem escreve

Minha foto
Rio de Janeiro, RJ, Brazil
Carioca, apaixonado pelo Rio de Janeiro, apreciador das artes, das viagens e das pessoas que têm algo a dizer.

domingo, 18 de maio de 2008

Fidelio


Depois da última apresentação em 1996, em forma de concerto, Fidelio - a única ópera de Beethoven - volta ao Teatro Municipal do Rio de Janeiro, numa montagem muito bem dirigida por Alberto Renault. Fidelio, antes de tudo, é uma história de amor e perseverança. Florestan é preso, injustamente, por Pizarro e está condenado à morte. Sua mulher Leonore, num ato de muita coragem, disfarça-se de homem para tentar salvá-lo. A história termina com um final feliz. A música de Beethoven é agradável aos ouvidos e preenche nossas almas. As vozes deste Fidelio são boas, mas esperava um pouco mais da Leonore de Janette Ornellas, assim como, acredito que o Pizarro de Sebastião Teixeira, deixou a desejar. John Pierce como Florestan está muito bem e a ária "in des lebens" foi interpretada brilhantemente pelo tenor. Um destaque deste Fidelio é o coro masculino do Teatro Municipal, que aparece na cena em que os prisioneiros vêm ao pátio da prisão para tomar um pouco de ar fresco. É um momento muito bonito da ópera, tanto pelas vozes, como pela cenografia. E, claro, o grand finale é o momento surpreendente, quando um grande tecido branco é aberto no palco e os prisioneiros e seus parentes aparecem, ao mesmo tempo uma forte luz branca vai iluminando o teatro e a platéia. É a liberdade de Florestan, é a luz invadindo a escuridão. Fidelio é um espetáculo digno dos nossos aplausos e dos nossos bravos! Se você é amante da boa música, não perca a oportunidade de assistir este Beethoven inspirado. As próximas récitas serão nos dias 20, 22 e 24 de maio. Um ótimo programa.


No vídeo de hoje , a ária de Florestan. Infelizmente não sei o nome do tenor que a está interpretando. Logo, fica aí um desafio para os connaiseurs.




3 comentários:

  1. Ótima essa posatgem! Me deu até vontade de assistir. Antes, estava desinteressada, já que estou assoberbada de tarefas profissionais. Vou dar uma passadinha no Municipal para conferir a disponibilidade de ingressos. Beijos

    ResponderExcluir
  2. O cantor do vídeo é Jon Vickens, grande tenor alemão, que inclusive esteve no Teatro Municipal do Rio de Janeiro, na década de 70, cantando o papel de Tristão (tristão e Isolda, de Wagner). Vilber

    ResponderExcluir
  3. Apenas corrigindo uma informação, o tenor Jon Vickens é canadense e não alemão, como citei na mensagem anterior. Vilber

    ResponderExcluir

Obrigado por ler e comentar este post.
Abraços e volte sempre.