quem escreve

Minha foto
Rio de Janeiro, RJ, Brazil
Carioca, apaixonado pelo Rio de Janeiro, apreciador das artes, das viagens e das pessoas que têm algo a dizer.

quarta-feira, 28 de maio de 2008

Tarsila viajera
Exposición Tarsila do Amaral
Obras 1918-1933



(Antropofagia, 1929 - óleo sobre tela )
Na sexta-feira, após o almoço, fui ao MALBA - Museu de Arte Latinoamericano de Buenos Aires, cujo acervo é belíssimo. Dessa vez tinha uma motivação a mais: Tarsila viajera - exposição que reúne obras da artista no período de 1918 a 1933. Antes de viajar, já havia lido no caderno Boa Viagem, de "O Globo", sobre a exposição. Seria uma oportunidade única de ver as melhores obras da artista reunidas numa única exposição, ainda bem que viajei a tempo de conferir, pois a exposição só vai até 02 de junho.


(Abaporu, 1928 - óleo sobre tela)

(A negra, 1923 - óleo sobre tela)



O MALBA merece sempre uma visita, mesmo que você já conheça. Saí dali e fui caminhando pela bela Av. Figueroa Alcorta, pelo caminho belas mansões, algumas embaixadas e o imenso jardim, onde está a polêmica escultura da "Flor de prata" ou seria de aço? Uns aman outros odeiam. Eu acho apenas diferente.

Bem ao lado do jardim, está o imponennte prédio da Facultad de Derecho (Faculdade de Direito) de Buenos Aires. O prédio é um luxo e o visual das colunas gregas dão o maior charme e atrai muitos turistas.

Depois de caminhar entre as colunas gregas do prédio, atravessei a passarela e fui ao Museu Nacional de Belas Artes de Buenos Aires, que fica na Av. del Libertador. o MNBA tem um acervo bacana, com alguns quadros de Sisley, Monet, Gauguin, Renoir e Manet, esculturas de Rodin e claro, arte das Américas. Além do acervo, o MNBA apresenta exposições temporárias. Atualmente está em cartaz a exposição "Caramelo de Menta - Peppermint Candy. Arte contemporáneo de Corea" com trabalhos de artistas da Coréia do Sul. Consegui uma única fotinha:

A sexta-feira em Buenos Aires estava bombando e eu estava cheio de fôlego, depois de ter batido perna pela manhã, visitado 2 museus, passei no Centro Cultural Borges e comprei ingressos para assisitr Sebastian Tango, um musical inspirado na vida no mártir São Sebastião. Segundo a sinopse "Sebastian Tango" é uma história de amor, que mostra as paixões humanas levadas ao extremo. Eu estava cheio de expectativa, mas o espetáculo deixou muito a desejar. Foi um verdadeiro "tango do crioulo doido", São Sebastião, prostitutos, tangos, sedução, sexo , traição, martírio, misticismo...enfim misturaram demais e não deu para digerir, mas valeu pelos passos de tango...amanhã a parte final desses dias em Buenos Aires...hasta la vista!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por ler e comentar este post.
Abraços e volte sempre.