quem escreve

Minha foto
Rio de Janeiro, RJ, Brazil
Carioca, apaixonado pelo Rio de Janeiro, apreciador das artes, das viagens e das pessoas que têm algo a dizer.

quinta-feira, 12 de junho de 2008

X - Classe Executiva


No dia seguinte, partiram para o aeroporto do Galeão, o vôo sairia às 17h15, chegaram cedo, por volta de 14h30 e fizeram o check-in. Após passar pela Polícia Federal e entrar na área de embarque, Bernadete estava tensa. Estava a poucas horas de sair do seu país, acompanhada de um homem que conhecera havia três dias. Alfredo Eugênio notou algo diferente e perguntou se estava tudo bem, Bernadete disse que sim e foram dar uma olhada nas lojas. Às 16h45 começou o embarque, Bernadete não havia reparado, mas iriam viajar de classe executiva. Na hora exata o vôo partiu. Bernadete fechou os olhos, e sem entender foi tomada por uma grande solidão, o coração batia acelerado. Vieram lembranças da sua infância ao lado dos pais, dos amigos. De repente, começou a tremer como se estivesse sentido muito frio. Alfredo Eugênio, tentando disfarçar a preocupação, perguntou:
_ Só pode ser medo de avião, calma meu amor, eu estou aqui do seu lado. Beijou-lhe a face e segurou firme em suas mãos. Em seguida, pediu à aeromoça que trouxesse água gelada. Bernadete bebeu a água de um gole só, quase sem respirar. Alfredo Eugênio a abraçava, como se quisesse protegê-la. Por fim, os tremores pararam, Bernadete ficou mais calma e relaxou.
_ Meu amor que susto você me deu. Disse Alfredo Eugênio, voz mansa, fazendo carinhos na mão de Bernadete.
_ Desculpe, não sei o que aconteceu.
_ Tudo bem, quero que você saiba que estou muito feliz de estar ao seu lado. Talvez você esteja pensando que é uma loucura viajar comigo, sem me conhecer muito bem...
_ Não, não é isso. Eu pensava na minha família, acho que não fiz bem, não sei como meus pais irão reagir. Eu deveria ter falado com meus pais. Mas eles não iriam permitir.
_ Meu amor, tudo vai dar certo, é uma loucura, mas estamos apaixonados, isso é o que importa.
_ Você tem razão.
Ficaram um bom tempo em silêncio, até que a Aeromoça ofereceu um drink e voltaram a conversar sobre a viagem e a fazer planos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por ler e comentar este post.
Abraços e volte sempre.