quem escreve

Minha foto
Rio de Janeiro, RJ, Brazil
Carioca, apaixonado pelo Rio de Janeiro, apreciador das artes, das viagens e das pessoas que têm algo a dizer.

segunda-feira, 7 de julho de 2008

XXVI - Retorno à Lisboa

(Parque Eduardo VII - Lisboa)
A lua-de-mel na França foi um sucesso e Bernadete era a mulher mais feliz do mundo.
Alfredo Eugênio estava ansioso para saber se seria pai, queria muito que a mulher tivesse engravidado, afinal “dedicara-se” bastante para isso. Mas nada aconteceu e a sua insistência no assunto deixava Bernadete irritada.
As semanas passavam e nada acontecia. Bernadete dedicava-se cada vez mais ao trabalho e a agência crescia a cada dia. Alfredo Eugênio pensava que a esposa só pensava em trabalho e chegou a pedir à sua prima que demitisse Bernadete, mas para sua surpresa soube que Bernadete era sócia minoritária da agência. Alfredo Eugênio ficou muito aborrecido, por que a esposa havia omitido esse fato?
Durante o jantar, Alfredo Eugênio não disse nenhuma palavra, o silêncio era sepulcral.
_ O que houve? Você está tão calado hoje, algum problema na empresa?
_ Não tenho nada a dizer, mas talvez a senhora tenha...
_ O que? Não estou entendendo...
_ Por que não me disseste que és sócia da prima na agência?
Bernadete emudeceu

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por ler e comentar este post.
Abraços e volte sempre.