quem escreve

Minha foto
Rio de Janeiro, RJ, Brazil
Carioca, apaixonado pelo Rio de Janeiro, apreciador das artes, das viagens e das pessoas que têm algo a dizer.

domingo, 2 de novembro de 2008

saudades da época que não vivi

Hoje pela manhã, recebi e-mail de um amigo contendo um vídeo do ano de 1964, com imagens do cantor italiano Bobby Sollo, interpretando a canção “Una lacrima sul viso”. Assistindo ao vídeo, lembrei da minha mãe e das suas histórias de juventude, dos programas de auditório e do Festival de San Remo - um festival que faz sucesso até hoje – que revelou muitos sucessos. Minha mãe fazia um álbum com recortes dos ídolos da sua juventude, tais como Rita Pavone, Gigliola Cinquetti, entre outros astros e estrelas. Como disse meu amigo em seu e-mail “Naqueles tempos a gente ouvia canções em italiano, em francês e também em inglês. Muito diferente da infeliz dieta monoglótica de hoje...” De fato, era a coisa mais comum nas rádios brasileiras naquela época.
Minha mãe curtiu muito a sua juventude, ouvindo rádio, indo aos programas de auditório e antenada com os ídolos da época. Numa reapresentação do filme “Dio, come ti amo”, me carregou para o cinema. Era a chance para que eu pudesse conhecer as músicas das quais ela tanto falava e, obviamente, ver Gigliola Cinquetti, a italianinha que arrebatou o público no Festival de San Remo de 1964 com a canção “Non ho l’età”, com apenas 16 anos de idade e que estrelava a produção.
Encontrei 3 vídeos que ilustram bem a alegria daquela época. São imagens do Festival de San Remo de 1964, com Gigliola Cinquetti e Bobby Solo e o último vídeo é de Rita Pavone, um ícone da juventude na época.

Gigliola Cinquetti - 1º lugar no Festival de San Remo 1964 – “Non ho l’età”




Bobby Sollo – Festival de San Remo 1964 – “Una lacrima sul viso”




Rita Pavone – "Datemi un martello" - 1964

4 comentários:

  1. Oi Jorge!
    As músicas italianas são lindas mesmo. Acredito que retratam o romantismo e a ingenuidade da época.
    Gostaria de saber como é que você enxergou minha posição no ranking do diHITTT horas antes de mim. Eu enxergava no meu computador a posição 23ª. Pensei que você fosse um mago ou um adivinho...rssrs!!!
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  2. Adorei os vídeos! caiu como uma luva! Hj fui com amigos visitar o colégio onde estudamos o antigo ginásio. Foi show! Há 40 anos não voltava lá. Bjkas.

    ResponderExcluir
  3. Opa! É aqui que tá rolando uma festa anos 60? E não é que tá mesmo? heheheh Que graça esses vídeos! Amo música italiana, Festival de San Remo, tudo de bom! Adorei, Jorge! E tô adorando essas nossas visitas, viu?
    Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Oi querido!
    Veja você, minha mãe também fazia álbuns, me lembro bem de Pier Angeli e meu ídolo James Dean. Ela também fazia uns modelitos das artistas preferidas. E a música italiana era um sucesso nessa época, eu tinha que imitar Rita Pavone para aa família e visitas, pode??? rs, rs,. beijosss

    ResponderExcluir

Obrigado por ler e comentar este post.
Abraços e volte sempre.