quem escreve

Minha foto
Rio de Janeiro, RJ, Brazil
Carioca, apaixonado pelo Rio de Janeiro, apreciador das artes, das viagens e das pessoas que têm algo a dizer.

quarta-feira, 28 de janeiro de 2009

O curioso caso de Benjamin Button


Neste período pré-Oscar, cria-se muita expectativa em torno dos filmes indicados ao prêmio máximo do cinema americano. Confesso que não dou a mínima para as indicações e assisto o que tenho vontade. Para ser sincero, não sou fã do cinema americano, mas não rejeito seus filmes, até porque existem boas produções. Assim, fui conferir ao filme sensação do momento "O curioso caso de Benjamin Button", que havia despertado minha curiosidade quando assisti ao trailer.


O filme conta com aqueles elementos que seduzem o espectador, um diretor de peso - David Fincher, adaptação de um romance de F. Scott Fitzgerald, Cate Blanchett (atriz que dispensa comentários) e, claro, para alegria das meninas o bonitão Brad Pitt. O filme narra a história de Benjamin Button, um homem que nasce com aparência de um velho de mais de 90 anos e que rejuvenesce a cada dia. Pronto o circo está armado. O público assiste, aplaude, comenta e recomenda. Com todos estes elementos e o zumzumzum formado, além das 13 indicações ao Oscar, você vai assistir ao filme esperando o máximo; uma grande história e excelentes atuações.

Eu não sei se ando muito exigente ou se tem algo errado comigo, mas não gostei do que vi. Achei o roteiro fraco, o filme é loooongo demais, com cenas que poderiam ser cortadas e não iriam fazer a menor falta, são quase 3 horas de projeção e nenhuma emoção. Nada que justifique tanto oba-oba. A fotografia é boa, a maquiagem é formidável e só.

Brad Pitt não é o melhor ator do cinema americano,isso todo mundo sabe. Interpretar um papel complexo como este não é tarefa fácil e notamos que o ator se esforçou ao máximo para dar veracidade ao pernosangem, mas não chega a surpreender. As melhores atuações ficam a cargo de Cate Blanchett, Tilda Swinton e do ator (não lembro o nome) que interpreta o capitão do navio onde Benjamin consegue emprego.


Agora é aguardar e ver quantas estatuetas este filme vai ganhar. Mas não podemos esquecer que muitas vezes os filmes com muitas indicações, saíram da festa com poucas estatuetas...

Um comentário:

  1. Oi querido!
    Pois é, assim como você, esperava mais do filme, tive a sensação de um maestro com uma numerosa orquestra, com excelentes músicos e partituras , mas que não conseguiu chegar a um resultado empolgante. Claro que destaco frases e reflexões contidas no filme, como o fato de por um pequeno gesto ou falta de atenção gerarmos uma sincronicidade no mundo que pode ser "nunca se sabe o que virá", mas eu cortava uma hora de filme, muita gordura desnecessária, e uma sensação de mais de uma linha mestra, resultando numa colagem cansativa apesar do excelente argumento. Meu amigo que adorou, quase briga comigo por eu não ter adorado também, será que estou muito exigente também? beijosssssss

    ResponderExcluir

Obrigado por ler e comentar este post.
Abraços e volte sempre.