quem escreve

Minha foto
Rio de Janeiro, RJ, Brazil
Carioca, apaixonado pelo Rio de Janeiro, apreciador das artes, das viagens e das pessoas que têm algo a dizer.

terça-feira, 5 de maio de 2009

Chegando em Amsterdam

Há muito tempo tinha vontade de conhecer Amsterdam. Sempre ouvia falar das suas ruas tranquilas, seus canais românticos e sua população simpática.
Depois de mais de 10 horas de voo até Paris, um pouco mais de espera para fazer a conexão até Amsterdam, finalmente cheguei ao Aeroporto de Schiphol, tudo dentro do horário previsto. O tempo estava bom, fazia um solzinho fraco. Assim que peguei minha mala fui direto ao balcão de informações a fim de saber como chegar ao Ibis Amsterdam City Stopera. Já diz o ditado "quem tem boca vai à Roma".

(dentro do trem indo à Central Station)

O Hotel Ibis fica na Valkenburgerstraat (ufa!!!). É um hotel bem simpático, com ótima localização. A moça que me atendeu disse que poderia chegar facilmente pegando um trem e um bonde. Comprei o ticket lá mesmo e me mandei. Acho muito bom ir desbravando a cidade dessa maneira. De Schiphol até a Central Staion não leva mais que 20 minutos. Depois que cheguei na Central Station, por sinal, uma estação de trem muito bonita e que está passando por obras, saí e logo encontrei o bonde 9 que me levaria até perto do hotel. Teria que descer na Waterlooplein. Dá um gostinho de vitória fazer essas coisas numa cidade desconhecida e com idioma complicado. Óbvio que eu não falo holandês, mas o inglês básico da escola ajudou muito. Andei uns poucos metros e cheguei ao Hotel, feliz da vida!
(Fachada ho Hotel Ibis Asterdam City Stopera)

(Fiquei num quarto com vista para um canal cheio de barquinhos)
Tudo certo no Hotel, deixei o sono de lado e fui bater perna. Nessas horas não tem cansaço, não tem nada. Vale sair e explorar a cidade. Mas por onde começar???

Fechei os olhos e escolhi uma das direções acima e comecei a descobrir uma cidade incrível, com canais bacanas, um clima romântico, um ar de alegria e muita gente andando de bicicleta.

Fui caminhando sem rumo e quando vi estava na Prinsengracht onde fica a Casa de Anne Frank, transformada em museu. Nem pensei duas vezes, comprei meu ingresso e mergulhei no universo da família Frank.

Anne Frank foi uma das milhões de vítimas da perseguição aos judeus na Segunda Guerra Mundial. Sua família que residia na Alemanha, após a ascensão de Hitler ao poder mudou-se para a Holanda. Porém, em maio de 1940 os alemães invadiram a Holanda e os judeus passaram a ser perseguidos. A partir de 1942 a família Frank muda-se para o esconderijo na Prinsengracht, onde mais tarde juntariam-se outros judeus.

(fachada do museu Casa de Anne Frank)

A visita ao museu nos leva a conhecer a história da menina, cujo diário foi transformado em livro e tornou-se um grande sucesso mundial. Além disso, temos uma idéia de como era um esconderijo. Não posso negar que é triste, mas o passado não deve ser apagado.

Ainda com o dia claro, devido ao horário de verão, continuei minha caminhada, buscando um pouco de descontração, até avistar mais uma rua com belo canal e essas flores... afinal é primavera em Amsterdam...


10 comentários:

  1. Que maravilha, sabia que ia gostar de Amsterdam, é um pouquinho a minha segunda pátria. A Holanda é muito bonita, Deft, Den Haag, Roterdão tanta coisa linda.
    Abraços

    ResponderExcluir
  2. Muito legal, lindas as fotos. Aproveite bem seu passeio. bjs

    ResponderExcluir
  3. Jorge, adorei seu diário!
    As fotos estão maravilhosas!
    Obrigada!
    Bjos,
    Luka

    ResponderExcluir
  4. Que belas imagens, Jorge! E seu texto permitiu que eu viajasse um pouco também, parabéns!
    Um dia ainda conhecerei Amsterdam.

    Abraços

    ResponderExcluir
  5. Jorge,

    As flores são "amores perfeitos" e existem nas mais lindas e variadas cores! :)

    A Holanda é um país muito lindo. Muito bonitas as fotos. Parabéns!

    Abraços

    ResponderExcluir
  6. Muito legal Jorge, sua narrativa faz a gente mergulhar na magia de Amsterdam...Para quem não conhece fica aquele gostinho "ah! também quero".
    A última foto é soberba, adoro os amor-perfeitos eles sobrevivem o inverno e arrasam na primavera.
    bjs

    ResponderExcluir
  7. As fotos estão lindas Jorge; essa das Orquídeas arrasou!! Aproveitei para viajar contigo no seu relato, que é muito bom. Por alguns minutos embarquei junto. rsrs Acho ótima sua idéia de um livro, tipo diário, assim podemos viajar juntos. Bj

    ResponderExcluir
  8. Tudo o que eu queria, em termos de turismo, hoje, seria conhecer Amsterdam. Dá vontade de fazer o mesmo percurso. Um abraço,aproveite bem a viagem.

    ResponderExcluir
  9. Jorge, lindíssima mesmo. As construções lembram uma cidadezinha na Alemanha, chamada Mölln, são simplesmente maravilhosas. Não existe nada melhor do que viajar e observar outras culturas.
    Que bom trazer um pouco do que viu para nós.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  10. Estou adorando seu passeio! Sou caroneira.kkkk Ah! Quero ser convidada para a noite de autógrafos!

    ResponderExcluir

Obrigado por ler e comentar este post.
Abraços e volte sempre.