quem escreve

Minha foto
Rio de Janeiro, RJ, Brazil
Carioca, apaixonado pelo Rio de Janeiro, apreciador das artes, das viagens e das pessoas que têm algo a dizer.

domingo, 27 de setembro de 2009

Simplesmente eu, Clarice Lispector


Figura ímpar da literatura brasileira, Clarice Lispector é dona de uma obra forte e cheia de mistérios. Seus escritos seduziram artistas, escritores e o grande público. Beth Goulart é uma das admiradoras da obra da escritora e, diante de tanta paixão, decidiu adaptar, dirigir e estrelar o monólogo "Simplesmemte Eu, Clarice Lispector", cuja temporada no CCBB do Rio de Janeiro, termina no próximo dia 04 de outubro. O espetáculo é uma grande oportunidade para o espectador penetrar no universo da autora de "Perto do coração selvagem".

"A arte é um vazio que a gente entendeu"

Clarice Lispector

Através de diversos textos da obra da autora, Beth Goulart construiu uma boa estrutura para mostrar "a trajetória de Clarice, uma mulher em direção ao entendimento do amor". Clarice fala sobre a vida e a morte, criação, Deus, cotidiano, palavra, silêncio, solidão, entrega... e assim vamos conhecendo Clarice, ora através dos seus depoimentos, ora através dos personagens dos romances e contos que escreveu: "não sou eu quem escrevo, são meus livros que me escrevem." E assim o espetáculo vai caminhando como um bate-papo, um encontro feliz entre a escritora e o seu público, entre o teatro e a literatura.
"Simplesmente eu, Clarice Lispector" é um espetáculo muito bem cuidado e feito com grande carinho. Beth Goulart reuniu uma ficha técnica com os melhores nomes da área e isso é um grande carinho para o público. Dá prazer de ver o belo cenário de Ronald Teixeira e Leobruno Gama, composto por uma grande cortina de fitas brancas, cadeiras e uma mesinha com máquina de escrever; tudo muito bem iluminado por Maneco Quinderé formando um conjunto de muito bom gosto. Da mesma forma os figurinos de Beth Filipecki são simples e sofisticados, dignos da escritora e da atriz. A supervisão do espetáculo ficou a cargo de Amir Haddad.
O amadurecimento de uma atriz

Beth Goulart diz no programa da peça que "este espetáculo é uma declaração de amor a Clarice, por tudo o que sua literatura foi e continua sendo...". A sua paixão pela obra da autora revelou, antes de tudo, uma mulher obstinada e uma atriz dedicada e estudiosa, completamente entregue ao personagem. Beth Goulart atinge um nível de atuação altíssimo, irrepreensível. Seja interpretando Clarice, com seu jeito peculiar de falar, com seus trejeitos; ou dando vida a alguns personagens criados pela escritora, Beth está perfeita! Uma prova incontesti do seu talento, dedicação e amor pelo teatro.

"Simplesmente Eu, Clarice Lispector" ficará marcado para sempre como um verdadeiro divisor de águas na carreira de Beth Goulart, uma atriz no auge do seu talento e maturidade de interpretação.

14 comentários:

  1. Oi Jorge!
    Impecável também é a sua descrição do espetáculo! Concordo plenamente com suas observações sobre a peça, sobre a atriz e demais profissionais envolvidos, bem como sobre a escritora. É realmente gratificante ter oportunidade de assistir a um espetáculo de tão elevado nível, fiquei tão comovida! E por ser apaixonada por Clarice, acabei também escrevendo um post que colocarei breve, com link para o seu, o meu é apenas um espasmo da alma. A peça me tocou profundamente! Um beijo querido

    ResponderExcluir
  2. Olá Meg,
    Clarice Lispector nos toca profundamente e a interpretação da Beth nos deixou, realmente, emocionados.
    Aguardo seu belo texto.
    Um beijo poético para sua alma sensível.

    ResponderExcluir
  3. Caraaaaa, eu não poderia perder isso por nada. Clarice é a minha maior paixão. Adoro essa escritora. Eu diria que não só leio, mas sorvo tudo o que ela escreveu...
    Ninguém melhor do que Beth Goulart pra demonstrar o talento dessa escritora, já que é uma atriz de mão cheia, ainda mais agora, na maturidade...
    Deve ser fantástico esse espetáculo! Você vai???
    Ah, fico pensando como ela vai fazer para imitar o sotaque da Clarice. Deve ser muito difícil. Ela tinha a língua presa, por isso falava daquele jeito.
    Adorei esse post, Jorge!

    Beijos pra ti!

    ResponderExcluir
  4. Oi Luciana,
    Tive a oportunidade de assistir ao espetáculo há duas semanas atrás. Beth Goulart estava perfeita, inclusive fazendo a voz da Clarice com língua presa e tudo, que dava até impressão de ser um sotaque de alguém nascido na Rússia. Aliás, pensavam que Clarice era russa por conta disso.
    Espero que este espetáculo viaje pelo Brasil e que você, fã confessa, possa assistir.
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Oi, Jorge!
    Estou p/ ver união mais perfeita!
    Clarice e Beth juntas...
    Adoro Clarice, minha inspiradora p/ tudo q faço! (Aliás, minha monografia foi sobre um personagem dessa maravilhosa escritora, a Lóri, de "Uma aprendizagem ou O livro dos prazeres").
    Como pôde a Beth Goulart ter ficado tão idêntica, já q ela não se parece c/ Clarice?
    Nossa, vou ter q assistir, não vou poder fugir... rsrsrs
    Obrigada pela indicação!
    Bjs,
    Mary.

    ResponderExcluir
  6. Olá Mary,
    Mais uma fã confessa da obra de Clarice Lispector. Acho que é uma das caracterísitcas das mulheres sensíveis... gostar de Clarice.
    O teatro nos proporciona estes encontros maravilhosos. Não deixe de ver.
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Boa noite jorge, como vai você?
    veja este link vc foi citado

    http://ditudoblog.blogspot.com/2009/09/gostar-ou-nao-gostar-eis-questao.html

    bj

    Re

    ResponderExcluir
  8. Olá Rê,
    Obrigado pela visita. Respondi no seu blog.
    Abraço

    ResponderExcluir
  9. Oi Jorge! Estou descobrindo Clarice Lispector agora (eu sei, estou atrasada!), mas antes tarde do que nunca. Adorei a dica, caiu como uma luva!
    Bjinhos

    ResponderExcluir
  10. Oi Carol,
    Nunca é tarde para descobrir Clarice Lispector.
    Um beijo

    ResponderExcluir
  11. Tomara que essa peça venha para Porto Alegre. Adoro os textos de Clarice, ela é profunda. É como se transcrevesse tudo o que sentimos. Adorei saber!
    Beijos, Jorge.

    ResponderExcluir
  12. Daniela,
    Eu fico na torcida para que o espetáculo viaje pelo país.´É uma alegria que deve ser compartilhada com todos os amantes da literatura e do teatro.
    Um beijo

    ResponderExcluir
  13. Jorge,

    descobri Clarisse Lispector por volta dos meus 16 anos, com um professor sensacional chamado Severino. Li tudo. Gosto de tudo. Mas Uma Aprendizagem ou o Livro dos Prazeres tem uma passagem que eu acho simplesmente sensacional. O banho de mar de Lori...Sao essas imagens que a Clarice Lispector faz que eu acho sensacionais. Nao vi o espetaculo, mas ja fico me cocando para assistir. Tem uma foto que voce postou e que a Beth Goulart esta ate fisicamente parecida. Parabens. (EYMARD)

    ResponderExcluir
  14. Olá Eymard,
    Que bom receber vc aqui. Este espetáculo fez muito sucesso aqui no Rio. Faz pouco tempo encontrei com a Beth Goulart no Teatro Villa Lobos e ela me disse que vai excursionar com a peça. Espero que inclua Brasília no roteiro. Vc como fã de Clarice vai gostar muito. A atuação é perfeita.
    Um grande abraço

    ResponderExcluir

Obrigado por ler e comentar este post.
Abraços e volte sempre.