quem escreve

Minha foto
Rio de Janeiro, RJ, Brazil
Carioca, apaixonado pelo Rio de Janeiro, apreciador das artes, das viagens e das pessoas que têm algo a dizer.

quinta-feira, 5 de novembro de 2009

O Despertar da Primavera - o musical

No último sábado, a convite da minha querida Juliana, fui assistir ao musical O Despertar da Primavera em cartaz no Teatro Villa-Lobos. A peça, um drama, foi escrita pelo alemão Frank Wedekind no século XIX, mas foi proibida pela censura. Em 1906, o autor conseguiu apresentar o espetáculo com cortes em Berlin, porém após a estreia a montagem foi proibida e em 1908 foi vetada qualquer manifestação pública sobre a peça, sob pena de levar os infratores à prisão. Foram realizadas outras montagens fora da Alemanha, mas sempre com muitas restrições. A primeira montagem sem cortes aconteceu apenas em 1974 na Inglaterra. O belo texto de Wedekind atravessou o século XX e chega ao século XXI adaptado em musical pelo dramaturgo Steven Sater e musicada pelo compositor Duncan Sheik. Certamente Wedekind não poderia imaginar o seu drama transformado em rock-musical, cheio de canções pop e punk. O musical faz grande sucesso, conquista público e crítica, vence 8 categorias do Prêmio Tony e ganha montagens em diversos países. Aqui no Brasil chega pelas mãos de Charles Möeller e Claudio Botelho, não como uma réplica do espetáculo da Broadway, mas com a autorização dos autores para fazer uma releitura do musical. Assim a montagem de Möeller & Botelho é um novo espetáculo com outra concepção. E como dizem no programa da peça: “um risco”.
O texto de Wedekind é forte e trata de temas como suicídio, abusos sexuais, estupro, homossexualismo, incesto e as muitas indagações que passam na cabeça dos adolescentes. Tudo isso com muita música.

(Malu Rodrigues e Pierre Baitelli: o casal protagonista)

Apesar de todos esses elementos, que a princípio achamos complicado para a montagem de um musical, vimos mais uma vez que a dupla Möeller & Botelho dá conta do recado e surpreende os espectadores.
A produção do espetáculo é muito bem cuidada, com cenário muito prático de Rogério Falcão, boa iluminação de Paulo César Medeiros, belos figurinos de Marcelo Pies, a excelente coreografia de Alonso Barros e ótima direção musical de Marcelo Castro.
Para dar vida aos adolescentes da peça, o diretor Charles Möeller escolheu um elenco jovem, com idades entre 16 e 25 anos, “para que a plateia não duvide que aqueles jovens estejam vivendo aquilo por que passam em cena, muito mais do que representando”.
O foco de O Despertar da Primavera é a adolescência e tudo o que passa na mente desses jovens que vêem as transformações do corpo e o aparecimento dos desejos, numa época em que os pais não tinham tanta abertura com os filhos. Apesar de escrito no século XIX, o texto é atualíssimo, uma vez que muitos dos assuntos ainda são tabus em muitas famílias.



(Rodrigo Pandolfo e Pierre Baitelli)

O elenco é numeroso e os jovens atores dão conta do recado, com atuações seguras e muita afinação nos números musicais e nas coreografias. Claro que num grupo grande, sempre haverá aqueles que se destacam, por isso, e sem desmerecer qualquer ator do espetáculo, vale registrar o trabalho de Rodrigo Pandolfo, ótimo como Moritz Stiefel, Letícia Colin no papel de Ilse e Laura Lobo, a pequena Martha Bessell, que passa muita verdade no número “um escuro sem fim”, simplesmente emocionante. Além destes, destacamos o maravilhoso trabalho de Carlos Gregório e Débora Olivieri, atores veteranos que interpretam os diversos papéis de adultos da história.
O Despertar da Primavera é um trabalho primoroso, realizado com muito carinho, que comprova o talento da dupla Möeller & Botelho e nos deixa cheios de orgulho por constatar que temos ótimos atores para realização de espetáculos deste porte.

17 comentários:

  1. Nooooosaaaa a peça deve ser mto boa mesmo...mas quem te deu o ingressso,hein? rs
    Bjusss, amigo mto interessante seu blog.

    ResponderExcluir
  2. Juliana,
    Falha minha, já devidamente corrigida.
    Beijos...até que enfim veio aqui hein?

    ResponderExcluir
  3. heheheheheheheheh nunca tive meu nome num blog, to me sentindo até importante! hahahah

    ResponderExcluir
  4. Jorge

    ainda bem que a censura e o preconceito não duram para sempre. Assim a peça pode ser exibida.

    Abraços

    ResponderExcluir
  5. Jorge, eu tinha visto a propaganda, adorei o que voce trouxe! Cultura é fundamental.
    O convite ainda existe... mas a agência... até hoje nao me deu retorno...
    Beijocas.

    ResponderExcluir
  6. Fortunato,

    tds os assuntos ligados à vida humana, seja em q época forem abordados, seráo sempre atuais. Pelo jeito, além de versátil, o musical tem futuro entre nós, brasileiros, sedentos de liberdade de expressão.

    Vou procurar me informar sobre alguma apresentação aqui no Sul.

    Abçs!!

    ResponderExcluir
  7. Ju,
    Vc é, como dizem os franceses, Super!
    bjs

    Luiz,
    Com o tempo as barreiras vão caindo, mas ainda restam alguns tabus a serem querbrados.
    Abs

    Sissy,
    Não deixe de ver, vc vai gostar muito desse musical.
    Bjks

    Ebrael,
    Tomara que o espetáculo viaje para o Sul, vc vai gostar.
    Abs

    ResponderExcluir
  8. achei interessante o assunto deste musical.
    só não entendi uma coisa, há só diálogo, ou a cenas de nudez a ponto de ser tão censurada, e se não tem, os diálogos são tão assustadores assim ?
    existe algum filme baseado nesta obra?
    espero sua resposta , felicidades,paz e sucesso!

    ResponderExcluir
  9. Olá Wander,
    O Despertar da Primavera foi escrita no século XIX e tratava de temas fortes para aquela época, aliás até hoje algumas pessoas tem dificuldade em lidar com homossexualismo, suici´dio, pedofilia, abusos sexuais, incesto, etc. Originalmente a peça é um drama, mas foi adaptada para musical em 2006. A versão brasileira de Charles Möeller& Cláudio Botelho é a primeira com nova concepção. Há algumas cenas de nudez parcial. No mais é um ótimo espetáculo e merece ser visto. Espero ter respondido suas dúvidas.
    Abraço,
    Jorge

    ResponderExcluir
  10. Isso, pode me matar de inveja de ter tido duas primaveras, enquanto eu, uma simples mortal, tive uma só e ainda nem aproveitei, pois estou trabalhando pra caramba.
    Eu até já fiz um post sobre a primavera em Paris. Imagina, eu, em Paris. Se bem que Amsterdã não seria de todo mau, hahahahahahaha...



    Beijos, meu viajante incorrigível.
    Aproveita e deixa estar que a tua batata tá assando. Ainda vou postar sobre a minha viagem, hahahahaha.

    ResponderExcluir
  11. Até esqueci de comentar o post, mas não há muito o que dizer, se você falou, tá falado. Eu só venho aqui pra ficar com água na boca mesmo. Ainda mais quando você diz que foi, assistiu e gostou, snif...

    ResponderExcluir
  12. Luciana, minha querida entre Paris e Amsterdam fique com as duas...
    Tô aguardando esse post e acredito que vai ser muito bom!
    bjs

    ResponderExcluir
  13. Meu amigo querido, depois de uma longa e tenebrosa primavera, cá estou eu de novo e pode sim puxar a minha orelha, eu mereço! rs

    Olha, linda é a sua resenha. Mega profissional, crítica de primeira e me deu água na boca. Quando será que vem pra Sampa?

    Amore, Herculano e eu tomamos uma decisão muito sábia. Passaremos a lua-de-mel (calma! quando ela acontecer rs) no Rio e precisamos de sua consultoria! hehehehe Além da companhia que não vamos despensar (sempre que possível, if you know what I mean... rs)

    Beijocas e vou me colocar em dia por aqui! ;)

    ResponderExcluir
  14. Se eu tiver escrito "despensar" pelo amor de Deus, perdoa que é fome! hehehehe

    Dispensar... please!!!


    Mais beijos!

    ResponderExcluir

  15. Que bom te ver aqui! Tava com saudades. Sei que vc está a mil por hora, vejo que os blogs estão bombando. Sem contar o amor, ah o amor...Fique à vontade, conte com minha consultoria e companhia. Será um prazer enorme.
    Quando ao "Despertar da Primavera" acreditoq ue vá para Sampa, tem tudo a ver um espetáculo desse nível passar aí.
    Um beijo enorme, adorei ler todos os seus comments.

    ResponderExcluir
  16. Melhor musical do mundo!! Musicas incriveis a um som um pouquinho mais para o Rock do que para a musica de musicais!! Texto incrivel e a mensgem q passa para os jovens, mesmo o texto sendo escrito a mais de 1oo anos, a mensagem ainda vale para as novas gerações!!
    RECOMENDO COM CERTEZA!!!!!!!!

    Ei, posso pedir um favor?? passa la no meu blog e comenta na matéria sobre o despertar e sobre outros musicais também!! Brigada!! Se puder me ajudar a divulgar o blog seria mtooo bom!! Valeu!!

    beijos. Adorei o Blog!!

    ResponderExcluir
  17. Meu querido Blog
    Obrigado pela visita. Teatro é uma das minhas paixões e é um prazer compartilhar com os leitores.
    Abraços e sucessos.

    ResponderExcluir

Obrigado por ler e comentar este post.
Abraços e volte sempre.