quem escreve

Minha foto
Rio de Janeiro, RJ, Brazil
Carioca, apaixonado pelo Rio de Janeiro, apreciador das artes, das viagens e das pessoas que têm algo a dizer.

sexta-feira, 30 de outubro de 2009

Miranda por Miranda

Em 2001, Stella Miranda estava internada em um hospital na capital paulista, quando recebeu um telefonema de Miguel Falabella a convidando para participar de um musical sobre Carmen Miranda. Stella recusou o convite devido aos problemas de saúde que estava enfrentando. Algum tempo depois, encorajada pelos amigos, ligou para Miguel Falabella e decidiu aceitar o convite para estrelar o musical South American Way, um verdadeiro sucesso.
Oito anos mais tarde e para comemorar o 100º aniversário da pequena notável, Stella Miranda d’après Miguel Falabella, produz o espetáculo Miranda por Miranda, revivendo o mito que conquistou gerações.
Para a empreitada Stella Miranda arregimentou uma equipe técnica que é um verdadeiro dream team dos palcos: Tim Rescala é o responsável pela direção musical e pelos arranjos do espetáculo que tem cenário de Hélio Eichbauer, iluminação de Maneco Quinderé e figurinos de Rita Murtinho. A coreografia é de Márcia Rubin e os vídeos que são mostrados ao longo do musical são de Samir Abujamra.
Miranda por Miranda é, antes de mais nada, uma grande homenagem que a atriz Stella Miranda presta à personagem que lhe rendeu tantos aplausos e prêmios. Uma homenagem muito carinhosa e muito bem cuidada que encanta o público do início ao fim.
Stella interpreta diversas canções do repertório de Carmen acompanhada pelo bando composto pelos atores-cantores Édio Nunes, Pedro Lima, Raul Serrador e Zé Rescala; e pelos músicos Tim Rescala (piano), Dodô Ferreira (baixo) e Oscar Bolão (bateria).
A direção musical de Tim Rescala é irrepreensível e os arranjos estão maravilhosos, assim como a coreografia de Márcia Rubin e os belos figurinos de Rita Murtinho.
O elenco está muito à vontade no palco, o grupo canta e dança com grande desenvoltura. Stella Miranda, Édio Nunes, Pedro Lima, Raul Serrador e Zé Rescala têm ótimo desempenho vocal e estão em grande sintonia. Todos os números musicais são ótimos; mas gostei particularmente do dueto de Stella com Zé Rescala em “E o mundo não se acabou”. Deu vontade de pedir bis.
Miranda por Miranda é um desses espetáculos que dá prazer em assistir, sobretudo quando vemos a felicidade das pessoas que estão envolvidas no projeto, sabendo que estão oferecendo um trabalho de qualidade ao público. O musical está em cartaz no Teatro SESC Ginástico e a temporada segue até 13 de dezembro. Um programa imperdível, digno de todos os nossos aplausos.
E como diz Stella Miranda ao final da peça: “Viva Teatro. Rio Feliz!”

segunda-feira, 26 de outubro de 2009

Psicopatas - sit down comedy



Em tempos de stand up comedy (comédia em pé) – muito na moda atualmente; Rodrigo Murat fez uma brincadeira com o gênero e apresenta uma “sit down comedy”, ou seja, “comédia sentada” com título bem sugestivo: "Psicopatas". Aliás, a psicopatia tem sido muito explorada na dramaturgia, seja em obras de TV ou teatro. A personagem Flora e suas maldades ainda estão vivas na memória dos telespectadores.
Mas vamos falar de teatro e de comédia, este gênero que atrai a maioria das pessoas. Afinal, rir é o melhor remédio, seja em que tempo for.
Psicopatas”, escrita e dirigida por Rodrigo Murat, é uma comédia de costumes que brinca com a psicopatia e tudo relacionado ao tema. A peça é composta por pequenos sketches onde os personagens, reunidos num Congresso para Jovens Psicopatas, relatam os dramas e as dificuldades que enfrentam no cotidiano.
Encenada no Espaço Rogério Cardoso da Casa de Cultura Laura Alvim, “Psicopatas” é um espetáculo com altos e baixos. O texto de Rodrigo Murat não é ruim, tem alguns trechos engraçados, muitas referências a assuntos atuais e personagens que estão em evidência nas revistas. Enfim, tem os componentes que levantam qualquer comédia. Porém, muitas vezes o texto não atinge o objetivo, justamente por querer ser engraçado demais. Dessa forma, algumas piadas ficam totalmente perdidas e a peça não “decola”.
Na sua estréia como diretor, Rodrigo Murat tem a difícil tarefa de conduzir um elenco irregular, sem ritmo e espontaneidade para comédia. Do quarteto composto por Lívia Mantovani, Laura Prado, Ícaro Salek e Beto Malvão, apenas Laura Prado tem atuação satisfatória.
Como a peça estreou no último dia 16 e, segundo o diretor, trata-se de um “work in progress”, desejamos que os ajustes sejam feitos e que os “Psicopatas” ataquem.

sábado, 24 de outubro de 2009

Ziriguidum - Cubango 2010

Festa de apresentação dos protótipos das fantasias da Acadêmicos do Cubango para o carnaval 2010.

(aguardando o início da festa)


Estamos em outubro, mas nas quadras das escolas de samba o carnaval 2010 já começou desde julho, quando começam as eliminatórias para escolha dos sambas de enredo. Com os sambas já escolhidos, chega a hora de apresentar os protótipos das fantasias. Apesar de ser Portela desde os tempos de criança, nos últimos quatros anos desfilo na verde e branca de Niterói, a Acadêmicos do Cubango, escola do Grupo de Acesso A.

No último dia 13, a Cubango fez uma bela festa para apresentar os protótipos das fantasias do enredo "Os loucos da praia chamada saudade", do carnavalesco Milton Cunha (comigo na foto abaixo).

A Cubango foi campeã do carnaval do Grupo de Acesso B e em 2010 vem com tudo, rumo ao Grupo Especial: um samba caprichado, um enredo que promete loucuras na avenida e uma bateria afinada, completamente enlouquecida!!!!As fantasias estão muito bonitas e bem acabadas, tem de tudo: médicos e loucos...

(A Presidente da Ala dos Universitários, Neuza Moysés (de pé), e ao meu lado Rosane Machado)

No vídeo vocês poderão conferir as duas fantasias da Ala dos Universitários: "Médicos" e "Loucos". Neuza Moysés: eu vou de médico, pois já vivo como louco o ano inteiro...

terça-feira, 20 de outubro de 2009

Festa de Família

Cada vez mais me dou conta de que o tempo anda voando. Já faz 14 anos que assisti "Festa de Família", filme sensação do manifesto Dogma 95 do cineasta dinamarquês Thomas Vinterberg. O tempo passou e o filme foi adaptado para o teatro, ganhando montagens pelo mundo.
Aqui no Brasil Bruce Gomlevsky tomou para si a responsabilidade de produzir, dirigir e fazer o papel central do espetáculo que ficou em cartaz no CCBB e depois no Sérgio Porto até poucos dias atrás.
Assim como a versão cinematográfica, a adaptação teatral esteve comprometida com os valores do Dogma 95, ou seja, apenas o básico para apresentar a história. A força está na atuação.
O cenário era composto apenas de um conjunto de mesas formando um quadrado, um piano e alguns praticáveis. Um detalhe interessante: parte do público podia sentar-se à mesa junto com os personagens da peça. Eu fiquei, literalmente, dentro da cena.


(Bruce Gomlevsky e Jaime Leibovitch - boas atuações)


"Festa de Família" é, antes de mais nada, um grande drama familiar; uma história seca que machuca o mais insensível dos espectadores, tratando de temas como abusos sexuais, pedofilia, suicídio, racismo e violência entre casais.
Na festa de aniversário do patriarca da família, o filho mais velho denuncia os abusos sexuais que ele e sua irmã gêmea sofreram na infância. Diante disso, o clima fica insustentável até a revelação final de que os atos eram praticados pelo pai, o homenageado da noite.
A direção de Bruce Gomlevsky foi muito cuidadosa, mantendo o clima tenso, o jogo de aparências e o incômodo entre os personagens no tom certo. O elenco é numeroso - 14 atores - e está uniforme, não cabendo destacar esta ou aquela atuação.
A peça vai excursionar pelo Brasil a partir de novembro e se passar pela sua cidade, não deixe de assistir, vale a pena.

quarta-feira, 14 de outubro de 2009

"Causos" e Fotos - Brasil Rural Contemporâneo - VI

Faz tempo que não curtia um evento como o Brasil Rural Contemporâneo. Uma feira onde foi possível ter uma dimensão da grandeza do nosso país e da riqueza da nossa terra. Provei diversos sabores e me aproximei de pessoas que jamais pensei conhecer. Falar com os expositores, ouvir os seus "causos" me fizeram um grande bem e renderam muitos posts aqui no blog. Agora é com vocês, leiam e divirtam-se!

Passei quase o dia inteiro na Feira. A bolsa de algodão cru com estampa das "Quebradeiras de coco babaçu" foi brinde do INCRA.

A escolha da Marina da Glória foi um grande acerto para realização do evento. Agora vamos torcer para que o evento retorne no próximo ano. Nós, os cariocas adoramos e já estamos saudosos!

Encontrei com Rosane e sua mãe, D. Dalvinha, devidamente protegidas do sol, elas adoraram a Feira e, assim como eu, torcem para que o evento retorne ao Rio em 2010.

Brasil Rural Contemporâneo - V

Doce do Jorge
Assim que vi a placa desse estande dei uma grande gargalhada e logo me apresentei como "o dono", afinal eu me chamo Jorge.

("Doce do Jorge" - goiabada cascão deliciosa)


As expositoras Lourdes e Wevania Corcini foram muito receptivas e simpáticas, ofereceram uma deliciosa prova da goiabada que produzem e ainda falaram sobre o trabalho e como tudo começou.

Agroindústria Rural "Doce do Jorge" é um grupo formado no ano de 2006 por mulheres rurais da comunidade do Jorge, associadas da ACORJE - Associação Comunitária Rural do Jorge, que por iniciativa própria, apoio da EMATER e Prefeitura Municipal (Rio Doce) idealizaram o projeto de uma Agroindústria Rural de produção de goiabada e bananada, com o objetivo de gerar ocupação, renda e melhorar a qualidade de vida das famílias e da comunidade. (*)

(*) - texto: folheto Costruindo a Cidadania - Prefeitura Municipal de Rio Doce



As Encantadeiras - Quebradeiras de coco babaçu

De tudo que vi e ouvi no Brasil Rural Contemporâneo o que mais emocionou foi o trabalho das Encantadeiras - Quebradeiras de coco babaçu. Um grupo de mulheres que trabalham em associações e cooperativas quebrando o coco babaçu, separando as cascas e a semente. Enquanto trabalham entoam cantigas de rodas e outras canções que enaltecem a natureza e o trabalho da mulher.

O babaçu é um fruto riquíssimo e da sua semente são produzidos farinhas, sabonetes, óleos etc. Além disso, da casca do babaçu é produzido carvão. Enfim, o babaçu é tudo e as Encantadeiras são nota 1000!


Encantadeiras se apresentam no Tablado Raiz

Brasil Rural Contemporâneo - IV

Nos dois dias que visitei a feira conheci muitos expositores. O que mais gostei foi ouvir as histórias das pessoas que vivem em assentamentos e conseguem sobreviver através do projeto de agricultura familiar.


Tatiana e Socorro - Assentamento Boa Fé - Mossoró/RN, satisfeitas com a Feira e com as vendas. Como dá para ver as prateleiras estão vazias e só restaram poucas garrafas de mel.

Quem também ficou bem contente foi a Lenilda do Assentamento Soledade de Apodi - RN. O doce de caju fez o maior sucesso.

Uauá - BA


Luzineide e os doces produzidos no Município de Uauá - BA

A Castanha de Baru

Ela reinou absoluta. Todo mundo queria provar da Castanha de Baru, popularmente conhecida como "viagra brasileiro". É uma delícia e lembra muito o sabor do amendoim. O Baru é da região centro-oeste.


Brasil Rural Contemporâneo - III

Um festival de artesanato

Entre os diversos artesãos da Feira, encontrei o Givanildo que é do Assentamento Belo Monte, lá da Paraíba. O Givanildo faz belos trabalhos com madeira.

Os trabalhos abaixo são de outros artesãos da região nordeste, mas infelizmente perdi minha anotação com os nomes. Espero que me perdoem.

Este banco todo trabalhado fez o maior sucesso.


Luiz Gonzaga - Rei do Baião. O artesão me disse que leva em torno de 35 dias para concluir o trabalho.

Brasil Rural Contemporâneo - II

Como cheguei muito cedo pude apreciar a beleza do píer, onde instalaram o Espaço Piquenique. Muitas mesas, ombrelones, bancos e o visual lindo da baía de Guanabara. A vontade era de ficar o dia inteiro ali, só contemplando.
Não foi por acaso que escolheram a Marina da Glória para sediar pela segunda vez o Brasil Rural Contemporâneo. As fotos dispensam qualquer comentário!

Brasil Rural Contemporâneo - I

Promessa é dívida e agora vou mostrar para vocês um pouco do Brasil Rural Contemporâneo, a feira que fez o maior sucesso e virou o assunto da cidade no período de 7 a 12 de outubro.

Aproveitei a bela manhã de sol do dia 12 e fui conferir o último da Feira. Cheguei na Marina por volta de 09h45 e já encontrei uma fila, mas foi tranquilo e em 10 minutos eu já estava com meu convite na mão.

Achei estes painéis muito bonitos.

Piso todo de madeira

A Praça da Cachaça reuniu produtores de diversas regiões. Eu não resisti e apesar do calor, tomei uns goles.

Espaço Amazônia

O Espaço Amazônia era um dos espaços mais bonitos. Uma pequena reprodução da floresta para deixar os visitantes com a impressão de estar dentro da selva.


Uma das expositoras com seu belo trabalho de artesanato.

sábado, 10 de outubro de 2009

Mas não desonre o meu nome

Hoje é sábado, chove de vez em quando e está ventando muito. Ligo a televisão e encontro a Pitty cantando "Me adora", o hit do momento. Eu desconhecia a música até poucos dias, pois só na noite da premiação do VMB da MTV que ouvi e gostei de cara. Sou fã da Pitty e esse rock leve me conquistou. A letra é um pouco dramática, uma briga de amantes ou uma lavação de roupa suja? Ou ainda uma supervalorização da moça que diz que o cara a "acha foda"? Mas pede: "não desonre o meu nome"....
"Me adora" pode ser comparada, toutes proportions gardées, às canções de Dalva de Oliveira no tempo em que vivia às turras com Herivelto Martins. Será que viajei?
Curtam o sábado do feriadão e vejam o show da Pitty no VMB 2009.

quarta-feira, 7 de outubro de 2009

Brasil Rural Contemporâneo

A Marina da Glória recebe de 07 a 12 de Outubro a VI Feira Nacional da Agricultura Familiar e Reforma Agrária. Esta é a segunda vez que a Feira acontece no Rio de Janeiro. No ano passado eu perdi, mas não quis deixar passar a oportunidade este ano.
O evento é a maior exposição e venda de produtos da agricultura familiar da América Latina. Os números realmente impressionam: 25 mil metros quadrados de área, 650 expositores e mais de 10 mil tipos de produtos.
O Brasil Rural Contemporâneo é um evento do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) e do INCRA e é uma grande chance para conhecer um pouco mais desse nosso imenso Brasil.
A Feira está divida assim: Espaço Amazônia, Praça dos Orgânicos, Praça da Cachaça, Praça do Artesanato/Ofícios, Talentos do Brasil e Organização Produtiva das Mulheres Rurais. E ainda tem espaço para mais diversão: Espaço Piquenique à beira mar, Espaço Brincante e o Palco Multicultural onde serão realizados os shows.
O Espaço Amazônia é um dos mais bonitos com 14 estandes e decoração fantástica, com folhas pelo chão, projeções no teto, um verdadeiro show! Foi nesse espaço que provei do delicioso palmito de pupunha e onde minha amiga M ficou louca com um colar de sementes.
Andei por todos os espaços e tive a maior surpresa ao ver o Espaço Piquenique. Gente que beleza ver a Baía de Guanabara, o Pão de Açúcar ao fundo, mesinhas, bancos, coqueiros... e a brisa do mar.
Os shows do Palco Multicultural começam às 21h e este ano se apresentarão artistas como Gilberto Gil, Carlinhos Brown, Martinho da Vila, Lia de Itamaracá, Sandra de Sá entre outros.
Vocês devem estar estranhando a ausência de fotos para ilustrar este post, né? É que "esta pessoa" saiu de casa meio apressado; encontrou com M no Castelinho e foi tagarelando até a Marina e...viu que havia esquecido a máquina. Resultado: voltará na sexta só para fotografar tudo e mostrar para vocês.... e claro, comprar mais e mais.
Depois de tudo o que eu falei, vocês devem estar querendo saber aqueles detalhes práticos como horários, preços, etc e tal. Anotem:
08 e 09 de Outubro - Das 13h às 22h
10 a 12 de Outubro - Das 10h às 22h
Ingressos Feira : R$ 5,00 / R$ 2,00 (meia)
Ingressos Feira e Shows: R$ 20,00 / R$ 10,00 (meia)
O transporte até a Marina da Glória é gratuito. Microônibus e vans com adesivos Brasil Rural Contemporâneo saem de três pontos:
1) Parque dos Patins - Lagoa
2) Cinelândia (Praça Mahatma Gandhi)
3) Estacionamento do Aeroporto Santos Dumont
Não deixem de ir!

segunda-feira, 5 de outubro de 2009

Rio 2016

(O Google fez esta bela homenagem)

Como carioca apaixonado pelo Rio de Janeiro estou mega-ultra-FELIZ pela escolha da cidade como Sede dos Jogos Olímpicos em 2016. É uma grande conquista para o Rio e para todo Brasil. Acredito que a partir de agora o mundo vai querer nos conhecer. O Brasil é um país com dimensões continentais, muito bonito, porém pouco visitado. Não tenho os números oficiais, mas suponho que Paris receba mais visitantes por ano, do que todas as cidades turísiticas brasileiras. Não sei se estou exagerando, mas tem muita gente no mundo que jamais pensou em conhecer o Brasil. Por isso eu queria muito que o Rio vencesse, que fosse escolhido. Em 2016 o mundo vai estar de olho no Rio, o melhor cartão de visitas deste país.