quem escreve

Minha foto
Rio de Janeiro, RJ, Brazil
Carioca, apaixonado pelo Rio de Janeiro, apreciador das artes, das viagens e das pessoas que têm algo a dizer.

terça-feira, 19 de janeiro de 2010

Louise Valentina

A temporada teatral carioca vai muito bem, obrigado. Na medida do possível vou acompanhando o que posso e a cada ida ao teatro, tenho uma surpresa. No último sábado fui ao SESC Copacabana para assistir Louise Valentina, espetáculo de Felipe Vidal, estrelado por Simone Spoladore. A peça é baseada em duas mulheres: uma de carne e osso e outra de papel. Explicando: a de carne e osso é a atriz americana Louise Brooks; a de papel é Valentina. Louise Brooks foi uma grande estrela dos filmes mudos da década de 20. Sua fama atravessou fronteiras e a levou à Alemanha, onde filmou "A Caixa de Pandora", imortalizando a personagem Lulu. Esta inspirou o quadrinista italiano, Guido Crepax, na criação de Valentina, heroína de histórias em quadrinhos. O espetáculo fala dessas duas mulheres de personalidades marcantes e muito sensuais.


Louise Brooks - musa do cinema dos anos 20.

Louise Brooks fez uma carreira curta no cinema americano, de 1925 a 1938. A sensualidade era a sua marca. Com uma história de vida cheia de altos e baixos, Louise conquistou o mundo e ganhou fama, mas assim como apareceu, desapareceu. Anos mais tarde tornou-se escritora, publicou artigos em diversas revistas sobre cinema e lançou, pouco antes de morrer, o best-seller "Lulu em Hollywood".

Com texto de Simone Spoladore e Felipe Vidal, "Louise Valentina" é um espetáculo visualmente interessante, com diversas projeções de imagens, vídeos, gravuras e desenhos. Uma mistura de linguagens que funciona muito bem. Os figurinos de Ronaldo Fraga são bonitos e práticos, vestindo muito bem as duas personagens e dando o toque de sensualidade correto, sem nenhuma vulgaridade. O cenário de Aurora dos Campos é correto e está muito adequado ao espaço da Sala Multiuso do SESC; assim como a luz de Tomás Ribas. A direção de Felipe Vidal mostra que houve muita sintonia entre diretor e atriz, pois Simone Spoladore está muito à vontade no papel, transmitindo toda graça, jovialidade e energia que a personagem exige. Além disso, devemos destacar os números de dança, muito bem executados por Simone Spoladore, mérito da direção de movimento de Marcelle Sampaio. Em determinado momento, Louise sai de cena e entra Valentina. Essa transição é marcada pela mudança de figurino, um jogo de luz e diversas projeções, num dos momentos mais sensuais do espetáculo. Valentina, a personagem de papel, ganha vida, sai dos quadrinhos e vem dialogar com Louise. A personagem transpira sensualidade e mais uma vez Simone Spoladore dá conta do recado. Todavia, acredito que poderia ser interessante se as falas de Valentina fossem projetadas, com aqueles balõezinhos que aparecem nos quadrinhos. Enfim, Valentina falando não compromete em nada o trabalho da atriz e da direção. Louise Valentina é um desses espetáculos despretensiosos e modernos que gostamos de assistir e que indicamos para os amigos.

***********

Anote:

Onde: Sala Multiuso do SESC Copacabana

Quando: Sex e Sab: 20hs / Dom: 19hs

Quanto: R$ 10

2 comentários:

  1. Como sempre trazendo otimas dicas!

    Sabe o que reparei? Seu maravilhoso blog vai fazer 2 anos! Que legal! Falta pouco, não é mesmo?! Abril?!

    Bjs

    ResponderExcluir
  2. Oi Sissy
    Boa lembrança, a festa é em Março, no dia 18.
    Bjs

    ResponderExcluir

Obrigado por ler e comentar este post.
Abraços e volte sempre.