quem escreve

Minha foto
Rio de Janeiro, RJ, Brazil
Carioca, apaixonado pelo Rio de Janeiro, apreciador das artes, das viagens e das pessoas que têm algo a dizer.

terça-feira, 16 de março de 2010

Mistério-Bufo

Considerado como um dos maiores poetas russos de todos os tempos, Vladimir Maiakovski é o autor de Mistério-Bufo, fábula sobre passado, presente e futuro que está em cartaz no Oi Futuro. Apesar de escrita há mais de 90 anos, o texto é atualíssimo e ganhou uma montagem à altura da importância do autor. O processo de criação começou há dois anos num encontro dos diretores Fábio Ferreira e Cláudio Baltar e culminou num espetáculo grandioso que tivemos o prazer de assistir.

Vladimir Maiakovski (o poeta suicidou-se aos 36 anos)

A encenação de Mistério-Bufo é itinerante e ocupa os espaços do Oi Futuro e do prédio do Instituto dos Arquitetos do Brasil, vizinho ao Centro Cultural. Não chega a ser uma novidade, mas ultimamente não temos visto espetáculos assim. O público desde o início se mantém curioso, pois minutos antes de a peça começar há grande movimentação de atores já caracterizados e alguns até interagindo com a platéia. Cabe registrar, que fui "batizado" com talco nas pernas, jogado pelo narrador/condutor da história.

Esta montagem é uma reunião de várias artes: cinema, circo e teatro que arrebata a platéia logo de início com os atores descendo de rapel do telhado do prédio do Oi Futuro, fazendo acrobacias, dançando, voando. Logo em seguida o público, ainda fascinado, a convite do narrador, passa por uma longa passarela até chegar ao IAB num salão enorme com 3 grandes arquibancadas, onde se desenvolve a maior parte das ações.

São 16 atores dando vida aos diversos personagens que falam da grande aventura humana. Do poder do homem sobre o homem, da luta pelo trabalho, dos desejos e das vontades de cada um.

Tudo neste espetáculo é dinâmico. Grandes estruturas de ferro transformam-se numa grande arca de salvação. Cordas que caem do alto e atores que voam, fazendo alusão à liberdade que o homem almeja ter.

O trabalho de direção Fábio Ferreira e Cláudio Baltar é primoroso, conduzindo o espetáculo com boas marcas e dando um presente para a platéia com belas cenas. Muito competente a cenografia de Sérgio Marimba, assim como os belos figurinos de Rosa Magalhães e a iluminação bem cuidada de Aurélio de Simoni.

O elenco é muito coeso e em conjunto está bem entrosado e harmônico. Todos com excelente preparo corporal e vocal. Não há como destacar esta ou aquela atuação, mas não podemos deixar passar desapercebido os trabalhos de Thierry Trémouroux, Carolina Virgüez e Carol Machado.

"a mulher fosforescente"

Mistério-Bufo é antes de mais nada uma grande experiência para o público. Algo diferente de tudo o que já se viu em teatro. O texto de Maiakovski chama para a reflexão, e é um alerta, ainda mais neste momento tão egoísta em que estamos vivendo. A re-descoberta, o ressuscitar deste poeta é muito bem-vindo neste início de século XXI. Dessa forma o teatro cumpre muito bem uma das suas funções que é movimentar as idéias e fazer o público pensar. Um espetáculo imperdível digno dos nossos bravos e de muitos aplausos.

*************

Anote:

Onde: Oi Futuro - Rua Dois de Dezembro, 63 - Flamengo

Quando: Quarta a domingo, às 20h30. Até 28 de Março!

Quanto: R$ 15.

2 comentários:

  1. É tudo isso e mais a vontade de assistir de novo! Me senti como num mundo mágico onde a esperança não apenas uma palavra, mas antes ação!
    um beijo amigo

    ResponderExcluir
  2. Meg
    mais uma vez assistimos um espetáculo de qualidade. Ter sua companhia é sempre um diferencial.
    Beijos

    ResponderExcluir

Obrigado por ler e comentar este post.
Abraços e volte sempre.