quem escreve

Minha foto
Rio de Janeiro, RJ, Brazil
Carioca, apaixonado pelo Rio de Janeiro, apreciador das artes, das viagens e das pessoas que têm algo a dizer.

segunda-feira, 8 de março de 2010

O fabuloso destino de Amélie Poulain

Depois da tempestade do sábado, o domingo foi um pouco melhor. Nem um pinguinho de chuva! Mesmo assim, preferi ficar em casa. O sol saiu, mas muito fraco e logo depois as nuvens vieram, para fechar com chave de ouro o final de semana gris. Porém, nem tudo estava perdido. Afinal de contas com tanto DVD nessa casa, iria encontrar algo para me distrair. E eis que surge "O fabuloso destino de Amélie Poulain", não poderia ter feito melhor escolha. Se não me engano assisti este filme há quase 10 anos. É um roteiro fantástico, uma história super original que vai te envolvendo a cada instante. Audrey Tautou cativa o espectador com seu olhar e sua doce voz, e nem preciso falar muito mais, afinal o cenário de Amélie Poulain é Paris, mais particularmente Montmartre, um bairro que é puro charme. O filme fala do destino e dos acasos da vida, de como um pequeno acontecimento pode transformar a vida das pessoas. Amélie Poulain é uma heroína bem particular, tímida, mas determinada e assim vai conseguindo atingir seus objetivos. É uma fábula, mas não está distante da gente, é bem possível. O filme fez grande sucesso na França e conquistou admiradores mundo afora. Após a sessão, fiquei pensando sobre as Amélies que conheci e também nas outras personagens do filme de Jean-Pierre Jeunet, que se parecem com algumas mulheres que conheço. Cada uma com a sua particularidade, umas tão fortes, outras nem tanto; elas podem ser sensíveis, tímidas, distraídas, obstinadas, hipocondríacas, medrosas, mães, guerreiras, estudiosas, inteligentes, autoritárias, criativas, descontraídas, inquietas, amáveis, enfim, apenas mulheres. E hoje que é o Dia Internacional da Mulher, fica a minha homenagem a essas criaturas que me acompanham, que gostam de mim, que são minhas adoráveis companhias e amigas queridas. Um beijo carinhoso, o abraço mais forte e um bouquet de flores do campo do,

Jorge Fortunato

11 comentários:

  1. Querido, obrigada, pela parte que me cabe nesse latifúndio! Penso ainda, que precisamos trabalhar muito pelo direito de ser mulher, e não tão diferente, pelo direito de apenas ser de todo e qualquer ser humano - ser o que quisermos, como pudermos, da maneira que enterdermos ser. O que escravizou/escraviza (ainda) as mulheres, também escravizou os homens, este é o fato!
    beijos femininos/humanistas

    ResponderExcluir
  2. Voce é sempre um fofo, gentil...
    Obrigada pela saudação pelo dia de hoje.
    Grande beijo!!!

    Valeria

    ResponderExcluir
  3. Meg
    As mulheres começaram essa briga há muitos anos e estão conseguindo todo o espaço no mundo. Hoje vemos as mulheres em todas as posições. E isso é uma grande conquista. E você ainda quer mais? Isso é que é mulher guerreira!!!
    Beijos

    Valéria
    Que grata surpresa! Menina nos conhecemos há quase 18 anos, que loucura né? E estamos aí, jovens e charmosos...rs Um beijo enorme!

    ResponderExcluir
  4. Homenagem em alto estilo...
    Estilo... pouca gente tem.

    Obrigada!

    ResponderExcluir
  5. Mulher na Polícia,
    Eu não digo que as mulheres estão em todos os lugares? Seja bem-vinda!
    E Feliz Dia da Mulher!
    Abraços

    ResponderExcluir
  6. Jorge, assisti a esse filme há algum tempo. Maravilhoso! E também adoro flores do campo, beijos.

    ResponderExcluir
  7. Dani
    Impossível não gostar de Amélie, não é?
    Um beijo

    ResponderExcluir
  8. Jorge
    Um belo post no Dia da Mulher!
    Gentil e poético...
    Por falar nisso, vc continua assistindo os seriados da TV5? Ando com saudades da nossa "Clara" inicial. Ontem assisti "La Passage Sans Soucis", com a Romy Schneider e o Michel Picoli. Muito bonito o filme e os atores.Bjs.

    ResponderExcluir
  9. OLAAAAAAA
    vim dar uma voltinha por aqui
    Gostei das batatas viu.....rssrsrsr!!
    Um abraço

    ResponderExcluir
  10. Jorge,
    um filme inesquecível que fez estória e até hoje é referência.Eu também adoro rever os que gosto.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  11. Beth
    O post é uma homenagem a mulheres bacanas, como você! quanto à nossa Clara Scheller, c'est fini. A primeira temporada foi ótima, mas a segunda com a troca de todo o elenco foi um desastre, não gostei. Ultimamente quando sintonizo a TV5 só vejo uma série chamada Apocalypse, que fala sobre a II Guerra Mundial e o personagem principal é o homem do bigodinho..argh, aí eu mudo de canal.
    Beijos

    Deusa,
    Seja sempre bem-vinda e volte mais vezes!
    Abraços

    Claudia
    Este filme é obrigatório para os amantes de Paris, como nós.
    Beijos e adorei sua lista no Conexão.

    ResponderExcluir

Obrigado por ler e comentar este post.
Abraços e volte sempre.