quem escreve

Minha foto
Rio de Janeiro, RJ, Brazil
Carioca, apaixonado pelo Rio de Janeiro, apreciador das artes, das viagens e das pessoas que têm algo a dizer.

domingo, 4 de abril de 2010

Tango, Bolero e Cha Cha cha

A primeira versão de "Tango, Bolero e Cha Cha Cha" estreou há 10 anos nos palcos cariocas e fez grande sucesso. O espetáculo excursionou pelo Brasil e também esteve em Lisboa. Há poucas semanas a peça reestreou no Teatro Clara Nunes, com um novo elenco, mantendo apenas o protagonista - e não poderia ser outro - Edwin Luisi.
A comédia escrita por Eloy Araújo trata de maneira divertida a questão da aceitação e da compreensão das escolhas que as pessoas fazem.

Daniel era casado com Clarice e tiveram um filho, Dênis. Certo dia Daniel sai de casa e não dá mais notícias. Dez anos depois retoma o contato com a família, mas agora na pele de Lana Lee, uma transexual que se divide entre Nova York e Paris fazendo shows de Teatro de Revista. Apesar de ser uma comédia, o tema é sério e delicado. Daniel/Lana Lee precisa retomar os laços com a família, explicar sua escolha e conseguir a aceitação da ex-mulher e do filho. Diante desse quadro, imagina-se as confusões que irão acontecer. E tudo é muito bem resolvido pelo autor, que prepara um desfecho mágico para a questão. E como é uma comédia fica tudo acertado assim.
A direção do espetáculo é da experiente Bibi Ferreira que consegue manter a peteca no ar, ou seja, o espetáculo atinge o objetivo da comédia: fazer rir e divertir o público. Aliás, diverte muito. Na última sexta-feira, quando assisti ao espetáculo, um homem se contorcia na poltrona e a sua gargalhada saía da alma. Bibi não teve muitas dificuldades, pois conta com bom texto e elenco afinado composto por Márcia Cabrita no papel da hilariante empregada Genevra; Carlos Bonow como o noivo de Lana, o sedutor italiano Peter D'Alessandro; Maria Clara Gueiros - excelente comediante - que faz a ex-mulher de Daniel, Clarice; Miguel Rômulo que teve a sorte de estrear em Teatro em tão boa companhia e tem longo caminho a percorrer e Edwin Luisi, cuja interpretação de Lana lhe rendeu diversos prêmios na primeira montagem. Edwin está impecável, totalmente entregue à personagem, seja nos trejeitos, voz e na maneira de andar e se equilibrar no salto alto. Está realmente brilhante, apesar de um certo exagero em alguns momentos, mas sem prejudicar a qualidade de sua interpretação.
"Tango, Bolero e Cha Cha Cha" é uma comédia cheia de qualidades e é diversão garantida para aqueles que querem ter uma noite agradável e dar boas risadas.

********************

Anote:
Onde: Teatro Clara Nunes - Shopping da Gávea
Quando: Qui a Sáb: 21h30; Dom: 20h00
Quanto: Qui e Dom: R$ 70 - Sex e Sáb: R$ 80

3 comentários:

  1. Puxa vida! Olha o que eu perdi! Queria estar lá dando essas boas risadas, mas na vida como a própria peça propõe, a gente tem que escolher. beijos

    ResponderExcluir
  2. Jorge,
    meu amigo Edwin é um MONSTRO do teatro, mas sou obrigada a concordar com você:
    está exagerado em relação aos outros personagens da peça.
    Há 10 anos estava PERFEITO.
    Talvez agora coubesse menos a CARICATURA.
    Mas conhecendo o talento do meu amigo, acredito que já já, ele corrige os excessos!
    Beijo querido e obrigada pela companhia!
    Cristina

    ResponderExcluir
  3. Meg
    não faltarão oportunidades.

    Cris
    Eu que te agradeço o convite e a sua agradável comanhia, aliás já disse e repito: adoro sair com você e mais ainda dos nossos papos.
    Bjks

    ResponderExcluir

Obrigado por ler e comentar este post.
Abraços e volte sempre.