quem escreve

Minha foto
Rio de Janeiro, RJ, Brazil
Carioca, apaixonado pelo Rio de Janeiro, apreciador das artes, das viagens e das pessoas que têm algo a dizer.

sexta-feira, 28 de maio de 2010

Carioquinha 2010

ouviram falar "que santo de casa não faz milagre". Pois é. Nem sei se o ditado se aplica, mas o fato é que tem muito carioca que não conhece direito a cidade onde mora. Por outro lado, para conhecer todas as maravilhas do Rio é preciso abrir o bolso. Para tentar equilibrar essa equação surgiu há alguns anos o "Projeto Carioquinha". Trocando em miúdos: durante um mês, nascidos no Rio de Janeiro ou moradores da cidade - e também do Grande Rio - ganham descontos em diversas atrações turísticas, teatros, museus, centros culturais, restaurantes, hotéis, etc. Basta apresentar a carteira de identidade ou um comprovante de residência e o desconto é garantido. Este ano o Projeto vai de 28 de Maio até 30 de Junho. Então não perca esta oportunidade! Aproveite o charme do outono e passeie pela cidade maravilhosa! Para conhecer a programação completa e os participantes do Projeto clique aqui.

quinta-feira, 27 de maio de 2010

Grupo Moitará em São Paulo

Depois de uma bem sucedida temporada no CCBB do Rio, com casa lotada em todas sessões, o Grupo Moitará está em São Paulo se apresentando no Teatro Cacilda Becker (Lapa), sextas e sábados às 21hs e domingos às 19hs, com o espetáculo "Acorda Zé! A Comadre tá de pé!". A montagem conta com o patrocínio da Eletrobrás.

Dirigido por Venicio Fonseca "Acorda Zé! A Comadre tá de pé!" é um espetáculo farsesco que retrata o universo cultural brasileiro, fazendo um paralelo entre tipos populares da nossa cultura e personagens da Commedia Dell'arte.

Eu assisti este espetáculo no CCBB e gostei muito! O Grupo Moitará faz um trabalho admirável. Os paulistanos não devem perder esta oportunidade!

segunda-feira, 24 de maio de 2010

Sade em Sodoma

Algumas pessoas têm o hábito de ir ao Teatro e não se informar sobre o espetáculo que irão assistir. Há quem escolha as peças pelo elenco e até pelo preço! Enfim, isso não dá muito certo. Sempre acho que vale a pena ler a sinopse que sai no jornal ou até em último caso as críticas - embora possa influenciar - para não chegar tão cru ao teatro. O motivo de tanto blábláblá é por conta de SADE EM SODOMA que está em cartaz no Teatro de Arena da Caixa Cultural. Um espetáculo com esse nome já é o suficiente para dar uma noção de que a história é picante. Aliás, só a palavra Sodoma já remete aos textos da Bíblia e a história de "Somodoma e Gomorra". Além disso, Sade é sinônimo de perversão e suas histórias não tem nada a ver com contos de fadas. Definitivamente, Sade não é Walt Disney!


SADE EM SODOMA é uma adaptação teatral do livro homônimo de Flávio Braga que faz uma releitura do romance de Sade "120 dias de Sodoma". Por sinal, este romance de Sade ganhou uma adaptação para o cinema pelas mãos de Pasolini com o clássico "Saló". No teatro muitas adaptações já foram realizadas mundo afora, inclusive no Brasil, pela companhia paulistana "Os Satyros", cujo espetáculo "Os 120 dias de Sodoma" assisti e já escrevi aqui.

Nesta SADE EM SODOMA, o diretor Ivan Sugaharra optou por não mostrar as atrocidades dos 120 dias de orgia, mas somente narrá-las e indicá-las, deixando que o público individualmente faça a sua "viagem".
Segundo o diretor "não é difícil traçar um paralelo entre Sodoma e o consumismo contemporâneo". De fato, o homem sempre está querendo mais, vive numa busca de preenchimento de um vazio que nunca será preenchido. Assim estavam os quatro amigos aristocratas que organizaram a orgia, numa busca infinita de prazer a qualquer custo.

As histórias contendo todo tipo de perversões sexuais, cenas escatológicas, torturas físicas e psicológicas são narradas pela cafetina Madame Duclos e por Mathieu - um "soldado" que fora contratado para sequestrar moças e rapazes virgens que participariam da orgia - vividos por Guta Stresser e Tárik Puccina. Enquanto narram suas histórias picantes, os personagens deliciam-se com um pequeno banquete servido por dois criados, interpretados por Mayara Travassos e Edson Cardoso.
A montagem de SADE EM SODOMA é muito bem realizada, tem um cenário simples, mas sofisticado. Os figurinos são bonitos e a iluminação é bacana. Gostei muito do trabalho da direção que não carregou nas tintas. O texto, por si só, já é carregado demais. Para amenizar um pouco esse clima pesado e "tentar" descontrair, em alguns momentos a platéia é servida pelos criados que oferecem água, vinho, canapés e chocolates. Guta Stresser convence no papel de Madame Duclos e aproveita bem o texto. Assim, ouvimos a Bebel de "A Grande Família" falar coisas inimagináveis, tudo deliciosamente dito. Sílaba por sílaba, mantendo a perversidade que o texto exige. Tárik Puccina segue no mesmo caminho, mas sem tanto brilho. Por fim, os criados servem como apoio para os narradores. Jogam olhares lânguidos para a platéia enquanto servem, como se quizesse seduzi-la e jogá-la na orgia. A surpresa, pelo menos a minha, foi ver o ex-dançarino do É o Tchan atuando. Isso mesmo Edson Cardoso é o rapaz que segurava o Tchan, o Jacaré, e agora tá dando pinta no Teatro. Até que está bem.
Depois de 60 minutos termina a narrativa e a platéia reage de maneira morna. Afinal, ninguém estava ali para ouvir os nomes chulos que damos aos nossos genitais. Ah as platéias e os seus pudores.
SADE EM SODOMA é um espetáculo para iniciados - em todos os sentidos - e fica em cartaz até 30 de maio na Caixa Cultural.

sexta-feira, 21 de maio de 2010

Cinema Contemporâneo Argentino

Quem curte cinema latino-americano não pode perder no próximo dia 25, terça-feira, a Palestra "Cinema Contemporâneo Argentino" da minha amiga Cláudia Dottori. Será um mergulho na produção argentina atual, com destaque para o trabalho dos seguintes cineastas:

- Daniel Burman (diretor do filme "Abraço Partido")

- Juan José Campanella (diretor do filme "O Segredo dos Seus Olhos")

- Lucrecia Martel (diretora do filme "A Mulher Sem Cabeça")

- Pablo Trapero (diretor do filme "Leonera")

Claudia Dottori é formada em Cinema pela Universidade Federal Fluminense e tem especialização em Dramaturgia e Roteiro, pela Escuela Internacional de Cine y Televisión (Cuba).

Anote:
Palestra "Cinema Contemporâneo Argentino"
Dia 25 de maio às 20h00
Casarão de Austregésilo de Athayde - Rua Cosme Velho, 599
Ingresso: R$ 20,00
Reservas pelo telefone: 2265-3536 / producao@clarasandroni.com.br

quarta-feira, 19 de maio de 2010

Faltam poucos dias para a Copa do Mundo e ontem acordei com a minha rua cheia de bandeirolas verdes, amarelas, azuis e brancas. É, o povo tá animado. Daqui a pouco entram em cena as bandeiras enormes do Brasil, as faixas e as cornetas. Gosto disso, mas acho engraçado esse patriotismo apenas por 30 dias...
*****
O Theatro Municipal do Rio de Janeiro está brilhando, literalmente. De longe vemos o dourado da águia e dos enfeites das colunas. A inauguração está prevista para o dia 27, mas o Theatro já abriu suas portas em sistema soft-opening (êta frescura). A reforma que dura quase 2 anos não está agradando a todos, claro. Eu só vou poder conferir tudo no dia 4 de junho, quando irei assistir Il Trovatore, de Verdi. Mas já estou implicando com as cadeiras forradas de veludo. Não gostei.
*****
Passione - a novela da Globo - estreou e agradou. Gostei de tudo o que vi e até aturei o falso italiano dos "italianos". Só não deu para engolir Reynaldo Gianechini de malandro/pegador. A Ximenes está ótima, mas o Giane deixa a desejar, quem sabe nos próximos capítulos. O grande luxo dessa novela é o seu elenco de atores veteranos: Tony Ramos, Fernanda Montenegro, Cleyde Yáconis, Elias Gleizer, Leonardo Villar, Irene Ravache, Francisco Cuoco. Flávio Migliacio, Aracy Balabanian e Vera Holtz. E alguns jovens atores que brilham como Leandra Leal, Daniel Oliveira, Cauã Reymond e Bruno
Gagliasso. No mais é esperar muito suspense. Silvio de Abreu é Mestre nessa matéria.
*****
Assisti pela segunda vez "Vicente Celestino - A Voz Orgulho do Brasil", convite do meu amigo Luís Flávio Alcofra, grande violonista que brilha no espetáculo. A peça que está com casa lotada, faz suas últimas apresentações nesta semana e depois segue para o Teatro Leblon em junho.
*****
Não contei para vocês, mas depois do café da manhã de domingo eu não almocei e só tomei um iogurte à noite....
*****
"Avenida Q", musical da dupla "Moeller & Botelho" está em cartaz no Teatro Carlos Gomes e com preços populares. Vale a pena!
*****
That's all folks!
*****

segunda-feira, 17 de maio de 2010

Café da manhã

Em português (de Portugal) e em francês, "café da manhã" se escreve "pequeno almoço" e "petit déjeuner", respectivamente. Pensando bem, faz sentido, pois alguns cafés da manhã são verdadeiros "pequenos almoços". Essa falação toda tem um porquê, óbvio. Aliás, são vários "porquês". Ainda por conta do meu aniversário (15/4), fui convidado pelas minhas queridas Maria da Fé e Célia Barroso, para celebrar a data com um fantástico café da manhã ou pequeno almoço - para agradar o lado português de uma das anfitriãs - no último domingo, em um lugar bacana dessa nossa cidade maravilhosa. E assim foi. Como sempre acontece o ponto de encontro é o AP da Célia, com vista linda para o Cristo. Depois de um papo rápido seguimos para nosso destino, até então, uma surpresa para mim. Elas escolheram o Lavoura Café. Porém, a casa estava fechada ou acabou - infelizmente acontece isso no Rio. Casas abrem e fecham a todo instante. E já que estávamos no Jardim Botânico, pertinho da Lagoa, Célia lembrou muito bem: temos um plano B, na verdade um verdadeiro Plano A. E que plano A: Escola do Pão - um dos mais comentados cafés da manhã da cidade e, certamente, o mais "grifado".

O Café & Bistrô Escola do Pão fica numa simpática casa de 4 andares que pertenceu ao escritor José Lins do Rego entre a Lagoa e o Jardim Botânico. A Escola do Pão é famosa pelos pães que fabrica e - só por isso - já vale a visita. Mas o café da manhã é fantástico, é um café gourmet, cheio de pequenas delícias que agradam aos olhos e ao paladar. As fotos falam por si...

Tudo pronto para o nosso petit déjeuner gourmet - mesa farta e o sorriso da Maria da Fé

Creme de mamão, granola, suco de laranja...

ovos mexidos - parecia uma nuvem desmanchando na boca hummmm

Esses pequenos sanduíches chegam na mesa quentinhos e são deliciosos. O de brie com damasco é de comer ajoelhado

Cestinha de pães da Escola, a massa é de primeira e tudo fica ainda mais gostoso com esse queijinho gratinado....

bolinhos da nona - de limão e de chocolate. E ainda teve waffle, madeleine, etc.

Célia e Maria da Fé : fiquei muito feliz por ter começado tão bem o domingo ao lado de duas amigas bacanas, com bom papo e astral lá em cima. O tempo passa e a gente vê que as boas amizades permanecem. E pensar que tudo começou nas aulas de pilates... Só posso agradecer a gentileza e o carinho que vocês sempre dispensam a este amigo. Um beijo enorme para vocês e muito obrigado por esse presente!

domingo, 16 de maio de 2010

Tudo pode dar certo

Se você pretende assistir ao novo filme de Woody Allen, não vá sozinho. Escolha uma boa companhia e parta para um cinema. Ao sair do cinema você irá entender o porquê do meu conselho.

Woody Allen é o cineasta que mais entende das relações humanas, seus filmes sempre são reflexivos e estão centrados basicamente no comportamento das pessoas, nas suas personalidades e na maneira de viver. Seus personagens estão sempre envolvidos com questionamentos, vivendo crises ou diante de situações limites.

"Tudo pode dar certo" conta a história de Boris Yellnicoff (Larry David), velho rabugento que tem mania de insultar seus alunos de xadrez. Ex-professor da Universidade de Columbia, ele considera ser o único a compreender a insignificância das aspirações humanas e o caos do mundo. Um dia, prestes a entrar no seu apartamento, boris é abordado por Melodie Saint Ann Celestine (Evan Rachel Wood), que lhe implora para entrar. Ele atende ao pedido, a contragosto. Percebendo sua fragilidade, Boris permite que ela fique no apartamento por alguns dias. Ela se instala e, com o passar do tempo, não aparenta ter planos de deixar o local. Até que um dia lhe diz que está interessada nele.

Tendo Nova York como cenário - e não poderia ser outro - Allen conduz seus atores com maestria e o resultado é fantástico. Larry David dá um show na pele de Boris, enquanto Evan Rachel é uma boa surpesa no papel de Melodie. O roteiro ágil e cheio de citações prende o espectador, que fica cativado por Boris e sua maneira de viver, apesar de toda a sua rabugice. O filme é cheio de boas surpresas e situações com o humor ácido e sarcástico de sempre. Enfim, "Tudo pode dar certo" é diversão garantida, mesmo para aqueles que não sejam tão fãs de Mr Allen.

quinta-feira, 13 de maio de 2010

Festejando com Cristina

Hoje o site da Cristina Brasil completa 1 ano de existência! Quem entra na casinha da Cris encontra muita coisa boa. Em cada porta uma novidade: são dicas de decoração, vídeos com transformações de ambientes. Tudo isso com muito bom gosto e criatividade. E o melhor, usando materiais simples e baratos e que fazem toda a diferença. Além das dicas, dentro da casinha você vai encontrar o Blog da Cristina - onde a Cris expõe suas idéias, opiniões, faz denúncias e conta muitos "causos" - que é ótimo.
E como aniversário tem que ter festa, Cristina não fez por menos. Reuniu amigos e fãs na boate Nuth da Lagoa na última segunda-feira para festejar esse primeiro ano do site. Como todos sabem e já contei aqui, a amizade com a Cristina era virtual e tornou-se real depois de muitos comments no seu Blog. A festa foi maravilhosa: comidinhas espertas, drinques geladinhos, boa música, um bolo delicioso e o alto astral da Cristina, essa mulher criativa, fantástica, divertida e muito gente boa!


Sou fã da Cris desde os tempos do "Decora Brasil" e quis o destino que nos encontrássemos via internet. São os acasos felizes da vida.

Aniversário tem que ter bolo!

Cláudia Lago também acompanha o site e blog da Cristina e compareceu para dar um abraço.


Hora de cantar parabéns e longa vida ao Site!

Carol Brasil - a filha primogênita - também segue os caminhos da mãe e trabalha com design de interiores.
Cristina, Parabéns pelo Site, pelo Blog e pela pessoa talentosa que você é. Um super beijo e que nunca falte caviar para você!

terça-feira, 11 de maio de 2010

A Seleção do Dunga

O circo tá armado: nosso técnico maior já escalou a sua seleção. Aliás, seleção dele mesmo. Dunga deve estar com as orelhas pegando fogo. Desde que saiu a lista de jogadores, o que não falta é comentário de gente insatisfeita. Até desenho de burro colocaram como resposta num site. Não dá para agradar a todos. Acho que Dunga fez o que deveria ser feito: não ouviu a voz do povo. Até porque se o fizesse iria ter um problemão, ao invés de 23 teria que escolher 46. Apesar de tudo e dos protestos de todos, Ronaldinho Gaúcho e o Ganso estão na lista de reserva dos 30 (ou + 7), que em caso de algum problema com um dos convocados, podem ser chamados. Sinceramente, prefiro a Seleção sem o Gaúcho e sem as estrelas do Santos. É muito oba-oba. E vamos combinar: lembram do Ronaldinho Gaúcho na Copa da Alemanha? Em 2006 ele aparecia até em propaganda de poste. Na Copa ficou apagadíssimo e o resultado vocês já sabem. Agora que já não tem mais jeito, vou vestir minha camiseta verde e amarela, pegar uma bandeirinha e assistir aos jogos. Desejo sorte aos jogadores do Dunga, da nossa Seleção. Porém, devo confessar: não tô levando muita fé, independente das convocações. Sei não, será que nessa primeira Copa em continente africano não pode pintar uma zebra? Sabe lá, Sérvia...Eslovênia...

domingo, 9 de maio de 2010

Miss Brasil 2010


Mais uma mineira escolhida Miss Brasil. Débora Lyra a candidata das Gerais, de 20 anos, levou o título de mulher mais bonita do Brasil e vai concorrer ao Miss Universo.

Os concursos de beleza tiveram seu auge nos 50 e 60, depois ficaram taxados de cafona e ultrapassado. Mas de uns tempos para cá o concurso tem chamado atenção de muita gente. Eu sempre assisti concurso de misses. Achava muito divertido. E tem aquele momento especial: quando só ficam as duas finalistas e a eleita explode em choro e começa a tremer, isto é impagável. Lembro do Miss Universo 1977 quando uma candidata negra foi eleita a mulher mais bonita do mundo, se não me falha a memória foi a Miss de Trinidad e Tobago. Será que alguém lembra? Hoje em dia já não tem mais maiô Catalina no Miss Brasil. As meninas fazem faculdade e desfilam até de biquini. E entre os jurados um mix de empresários, estilistas e até o ex-jogador Edmundo.
O Miss Universo acontecerá daqui alguns meses e é comandado pelo Donald Trump. Vamos torcer pela nossa candidata. Afinal de contas ano de copa do mundo algo tem que acontecer. Se o Brasil não levar a Taça que ao menos a Miss não perca a coroa.

sábado, 8 de maio de 2010

Red Bull Air Race

Acabo de chegar do treino oficial do Red Bull Air Race. Desde cedo vi o movimento na Praia do Flamengo. Muita gente veio conferir o treino - acho que umas 500 mil pessoas - e já dá para ter uma idéia de como será a prova amanhã. Certamente o milhão aguardado deve comparecer. Hoje tudo transcorreu muito bem. A Prefeitura ficou bem atenta e cuidou mais da organização: colocou grades nos canteiros centrais da Praia do Flamengo para obrigar o público a atravessar na faixa; proibiu o acesso dos carros dos vendedores de cachorro-quente, cervejas e etc. Muitos banheiros químicos e uma certa ordem. Sinal de que dá para fazer um evento para um milhao sem tumultuar a vida da cidade. Por outro lado o público colaborou não comparecendo de carro ao evento. Optaram por ônibus e metrô.

Como carioca e apaixonado pela cidade, adoro estes eventos. É bom para o bairro e para a imagem da cidade. A Praia do Flamengo tem uma das vistas mais bonitas do Rio. Espero que amanhã tudo trancorra na mesma paz. O treino começou às 10h30, pontualmente, e acompanhei tudo até a segunda bateria de treinos. Como já havia dito, acho tudo bacana, impressiona a habilidade dos pilotos fazendo manobras, mas é meio cansativo. Confiram fotos e vídeo.




Praia do Flamengo lotada


Instalaram três mega telões. Quem está dando entrevista é um experiente piloto húngaro.




Essa passagem foi demais!!!





Foto: eu estive lá! fiquei meio gordo? ou estou gordo?



video

quinta-feira, 6 de maio de 2010

Poucas & Boas

Mais uma vez a Praia do Flamengo vai ser palco de um mega evento, vem aí o Red Bull Air Race. Sábado e Domingo (8 e 9) a partir de 10h30 da manhã. Previsão de público: 1.000.000. Já imaginaram? A última vez que falaram em um milhão de pessoas foi aquela confusão. Mas agora não teremos ônibus vindos de todo o Estado... Enfim, vamos aguardar. Hoje começaram os treinos e pude conferir tudo através da janela do trabalho. Minha mesa está posicionada de frente para a Baía de Guanabara. Masi privilegiado impossível. É uma compensação, se me entendem. Voltando ao treino, confesso que depois do 5º avião fazendo piruetas e passando pelos enormes cones, comecei a ficar cansado. E parece que são 15! Para quem gosta vai ser um prato cheio. Eu vou, mas não pretendo ficar muito tempo. Acho que no sábado não deve encher tanto. Uma boa dica é assistir a competição na Urca. Além de ser um bairro mais calmo, o "calçadão" oferece um ângulo de visão perfeito.

*****

Na última terça-feira, dia 4, fui na inauguração do Leone Caffè em Ipanema. O projeto e toda a decoração ficou a cargo da competente e talentosa Cristina Brasil. Vale a pena conferir. Fica na Visconde de Pirajá, 483.

*****

Parece que a Copa do Mundo está próxima. Agora que me dei conta disso.

*****

Brasília fez 50 anos. E daí?

*****

Vem aí a Festa Literária de Santa Teresa, nos dias 15 e 16 de maio. Quem quiser saber mais é visitar o site: www.flist.org.br

*****

Vocês sabem o que é Feldenkrais? Deveeka Ronai vai explicar tudo aqui no Blog. Aguardem.

*****

É isso, depois eu volto com mais poucas & boas

segunda-feira, 3 de maio de 2010

Vicente Celestino - A voz orgulho do Brasil

"O Brasil é um país sem memória" - tenho ouvido esta frase desde que me entendo por gente. E isso já conta mais de 4 décadas. O engraçado é que pouco tem sido feito para que nosso país possa preservar a sua história, sobretudo quando se trata de arte. Ainda restam alguns livros, algumas fotos e só. Quanto material importante já não estragou por conta de má conservação, impedindo o trabalho de pesquisa e preservação da nossa memória musical. Falta de interesse e descaso ou quem sabe "um não pensar no amanhã", conduziram nosso país ao estágio atual. Não há muitos documentos e registros dos nossos artistas. O tempo passa, eles desaparecem e ninguém mais se lembra. Lamentável para uma nova geração não poder conhecer mais profundamente as histórias desses ídolos do passado, que com suas canções embalaram os romances dos seus avós ou bisavós. Por tudo isso é que ficamos muito contentes quando sabemos que um grupo de realizadores - Cia Limite 151 - decide encenar um musical sobre a vida de um dos maiores cantores que este país já conheceu: Vicente Celestino - A voz orgulho do Brasil.

Vicente Celestino (1894 - 1968) é considerado um dos maiores intérpretes da música brasileira. Foram 54 anos de carreira marcados por grandes sucessos, desde a valsa "Flor do Mal" até as inesquecíveis "O Ébrio", "Coração Materno" e "Porta aberta". Além de cantor de música popular, Vicente Celestino também atuou na cena lírica participando, em 1921, das montagens de "Tosca" (Puccini) e "Aída" (Verdi), no Teatro Lírico, e de "Carmen" (Bizet) no Teatro São Pedro. Também atuou no cinema, dirigido por sua mulher Gilda Abreu nos filmes "O Ébrio" (1946) e "Coração Materno" (1951). Celestino permaneceu fiel ao seu estilo e assim manteve a sua popularidade em alta, tendo suas músicas regravadas por nomes como Caetano Veloso e o grupo Os Mutantes.

(O Trio de protagonistas: Alexandre Shumacher - Vicente Celestino, Stella Maria Rodrigues - Gilda Abreu e Pedro Garcia Neto - Guido)

Escrito por Wagner Campos, o espetáculo apresenta ao público os principais momentos da vida do cantor, desde a infância até o dia de sua morte, tudo narrado pelo seu amigo Guido. A narrativa mais parece um bate-papo entre amigos, Guido vai contando passagens da vida de Celestino e as cenas são apresentadas ao público como num flash-back. Tudo isso num clima leve e intimista. Este é um grande acerto da direção de Jacqueline Laurence. O musical conta com cenário de José Dias, composto por poucos objetos, apenas duas mesas e algumas cadeiras e o palco está todo coberto por um carpete vermelho, recortado em três mini palcos e ao fundo, um grande painel que iluminado pela luz de Rogério Wiltgen, ganha cores especiais e dá o clima intimista que o espetáculo exige. Os figurinos de Ney Madeira são muito bonitos, especialmente os femininos, que marcam o estilo de cada época. O musical conta com elenco encabeçado por Alexandre Shumacher no papel título, Stella Maria Rodrigues, Camilla Caputti, Pedro Garcia Netto, Edmundo Lippi, Jacqueline Brandão, Bruno Ganem e André Rebustini. Acompanha o elenco quinteto dirigido pelo autor do espetáculo, Wagner Campos, composto por Mario Feres (piano), Virginia Linden (flauta), Adelson Baigon (contra-baixo), Luís Flávio Alcofra (violão) e Lena Verani (clarinete). Jacqueline Laurence está de parabéns pela forma como conduziu o musical. Os atores coadjuvantes, nos diversos papéis que interpretam, estão bem, mas é certo afirmar que o maior peso está no trio principal, composto por Alexandre, Pedro Netto e Stella Maria. Pedro Netto está muito à vontade como Guido e transmite muito bem a admiração que o personagem sente pelo amigo Vicente. Stella Maria Rodrigues, atriz que já participou de diversos musicais, encontra neste espetáculo o seu personagem de maior destaque e, certamente, o melhor de sua bela carreira. Sua composição de Gilda Abreu é sensível e apaixonada. Também interpreta muito bem D. Nícia, mãe de Gilda e professora de canto de Vicente Celestino. Alexandre Shumacher mostra que é um ator extremamente estudioso e dedicado. Sua atuação está irrepreensível e arrebata a platéia desde o início. Sem sombra de dúvidas, este espetáculo é um divisor de águas na sua carreira e, com certeza, durante muito tempo, sua atuação como Vicente Celestino será lembrada.
Vicente Celestino - A voz orgulho do Brasil é um espetáculo com muitas qualidades, acertos e surpresas. Merece e deve ser vista, tanto pelos que ainda guardam alguma lembrança do cantor, quanto pelas novas gerações que ainda não o conhecem. É um musical de altíssimo nível que, espero, seja apresentado em todo o Brasil. Permitam os deuses do teatro que isto aconteça! Assim como Celestino se apresentou em diversas praças deste Brasil, que esta bela homenagem também chegue por onde o cantor passou. E mais uma vez volto a dizer: que seja registrado em DVD para que não se perca este momento maravilhoso do nosso teatro brasileiro.
*****
Anote:
Onde: Teatro SESC Ginástico
Quando: quinta a domingo às 19hs
Quanto: R$ 20
*****
No vídeo cena do filme "O Ébrio" de 1946, dirigido por Gilda Abreu, com Vicente Celestino no papel título. A música "O Ébrio" foi composta pelo cantor em 1936.







sábado, 1 de maio de 2010

Meu primeiro de Maio em Paris

exatamente um ano estava em Paris no feriado do dia primeiro de maio. Existe lugar melhor para festejar o dia do trabalhador? Certamente não há, e o primeiro de maio de 2009 foi um dos melhores que já passei na vida. Ano passado o mundo ainda estava às voltas com os efeitos da crise financeira de 2008 e que , infelizmente, tem efeitos até os dias atuais.`Por conta disso o primeiro de maio de 2009 ia ser diferente e com muita manifestação. Por sinal, manifestação na França é a segunda palavra que um francês aprende depois de "papa" e "maman". Sempre há uma "manif" em algum lugar de Paris ou da França. O povo francês adora protestar, ir às ruas e manifestar sua indignação, e sempre há um bom motivo para isso. Com muitos sem teto, desempregados, imigrantes em situação ilegal estava armado o palco para as longas passeatas dos diversos grupos e mais 8 sindicatos.

Este é o Boulevard Saint Michel. Estava hospedado nessa rua no Hotel de Suez. Aparentemente tudo tranquilo. Eram 07h30 da manhã. Mas os organizadores acordaram bem cedo para espalhar diversos cartazes...

Existe uma bela tradição na França iniciada por Charles IX em 1561: oferecer um ramo de lírio do vale como sinal de boa sorte. Esta tradição antiga, atravessou os séculos, mas houve uma pequena alteração. No início do século XX era comum em toda França e, especialmente , na île de France, ir às florestas e colher lírios para vender nas ruas, sem precisar pagar os impostos. era um costume pagão celebrar a chegada da primavera e oferecer esses ramos de lírio do campo aos familiares e amigos e colegas de trabalho como sinal de amizade. O lírio do campo simboliza o retorno da alegria.

Na Paris do século XXI o lírio do campo foi substituído pelo Muguet (tão bonito quanto o lírio). E a tradição permanece. Em 2009 o prefeito de Paris proibiu a venda dos muguets pelos camelôs. Apenas os floristas poderiam vendê-los. Mas parece que a ordem não foi cumprida... muitos camelôs vendiam a flor pelas ruas da cidade. E para não passar em branco...

comprei o meu ramo de Muguet numa barraquinha improvisada por uns estudantes que vendiam cada raminho por apenas 1 Euro. Sinal de felicidade e sorte garantidos para o ano todo!
Tradições à parte, as manifestações tomaram conta das ruas próximas ao Boulevard Saint Michel. Cada um do seu jeito e no seu estilo levou o seu protesto às ruas...

Olha o pessoal da Air France aí gente...

Apesar de todo o tumulto e muita gente nas ruas, não vi nenhuma confusão, tudo transcorreu muito bem. Era meu último dia na cidade luz e foi bem divertido. O único "senão" foi o fato de ter que caminhar muito até o automóvel que me levaria ao Aeroporto Charles de Gaulle que, por causa das manfiestações, não conseguiu entrar no Boulevard Saint Michel...mas que diferença isso iria fazer? Caminhei com a mochila (pesaada) nas costas. As malas ficaram com o motorista (coitado - pesavam toneladas!). Afinal, Paris é Paris mesmo quando temos esses pequenos transtornos...