quem escreve

Minha foto
Rio de Janeiro, RJ, Brazil
Carioca, apaixonado pelo Rio de Janeiro, apreciador das artes, das viagens e das pessoas que têm algo a dizer.

sábado, 15 de janeiro de 2011

As três velhas

Depois de 14 anos Maria Alice Vergueiro está de volta aos palcos do Rio de Janeiro. Desta vez com a montagem de um texto do dramaturgo chileno Alejandro Jodorowsky - As Três velhas. A obra desse autor é caracterizada pela forte nuance fantástica, mesclada a uma grande variedade de formas de artes possíveis em uma linguagem estética própria.
As três velhas, na definição do próprio autor é um melodrama grotesco. Trata-se da história de duas marquesas octogenárias e decadentes, Melissa (Luciano Chirolli) e Graça (Pascoal da Conceição), que vivem numa mansão em ruínas, numa verdadeira penúria. As marquesas são vigiadas de perto pela centenária criada Garga (Maria Alice Vergueiro). Numa noite, como se fosse uma fábula, revelações familiares transformará para sempre a história dessas estranhas figuras.
O texto de Jodorowsky é um pequeno quebra-cabeças, cheio de nuances, e é muito bem aproveitado pelo elenco. Dirigida por Maria Alice Vergueiro, As Três Velhas é uma surpresa a cada cena. O cenário, composto apenas por tapetes velhos - uns até puídos - dá a dimensão do que foi e do que restou dessa família. Em uma das paredes apenas o quadro do patriarca, que assombra a memória das marquesas. Dando vida às personagens temos o prazer de assistir um trio de primeiríssima linha: Maria Alice Vergueiro, a grande dama do teatro undergroud paulistano, totalmente à vontade no papel de Garga, a criada que guarda os segredos e faz as revelações. Emociona ver a atuação de Maria Alice, embora numa cadeira de rodas, por conta do Parkinson, a atriz está segura, atenta e brinda a plateia com o seu talento. Pascoal da Conceição tem ótimos momentos com a sua hilariante Graça. Mas é Luciano Chirolli, na minha opiniao, quem mais se destaca nessa montagem. Sua composição para a personagem Melissa está irrepreensível, principalmente, nos delírios da marquesa aterrorizada pelo fantasma do pai.
As Três Velhas não é um espetáculo fácil e com um pé totalmente afundado no grotesco, pode até chocar almas mais sensíveis. Mas é puro teatro e de boa qualidade.
*****
Anote:
Onde: Teatro Poeira - rua São João Batista, 104 - Botafogo
Quando: Qui a Sab (21h) - Dom (18h) - até 27/02/2011
Quanto: R$ 40 (Qui e Sex) R$ 50 (Sab e Dom)

3 comentários:

  1. Taí , gostei da sinopse
    Vou la conferir
    Abraçãooooooooooooo

    ResponderExcluir
  2. A Pior peça que assisti, de muito mal gosto

    ResponderExcluir

Obrigado por ler e comentar este post.
Abraços e volte sempre.