quem escreve

Minha foto
Rio de Janeiro, RJ, Brazil
Carioca, apaixonado pelo Rio de Janeiro, apreciador das artes, das viagens e das pessoas que têm algo a dizer.

sábado, 29 de janeiro de 2011

Roma - parte 4

O Vaticano

O dia amanheceu com chuva, vento e frio. Já havia decidido visitar o Vaticano e seria até melhor assim. Peguei o metrô até a estação Ottaviano - San Pietro. Assim que saí do metrô fui abordado por diversos guias de turismo que ofereciam excursões até o Vaticano com visitas guiadas em diversas línguas etc e tal. Apenas sorria e agradecia. Eu já disse que posso levar 5 minutos ou 5 horas visitando uma igreja, museu ou monumento, daí melhor não arriscar. Já fiz visitas guiadas, umas ótimas, como na Conciergerie em Paris. E outras muito cansativas, como a do Castelo de Karlstejn na República Tcheca.

A chuva e o vento afugentou os turistas, mesmo assim a fila para entrar na Basílica de São Pedro era bem grande. A Praça de São Pedro é até simples e pensei que fosse maior. A imagem na televisão com tanta gente engana. E cometi, justo no Vaticano um grande pecado: não subi a cúpula da Basílica de São Pedro e perdi uma vista linda de toda a Praça e as colunas alinhadas. Essa foi imperdoável e já confesso logo. Vi fotos do alto e valia à pena. Por que não subi? Não sei, até agora não sei. Só para ter uma ideia, vejam a foto abaixo que tirei de um móvel no Museu com a Praça.


Um outro ângulo da fachada da Basílica de São Pedro.

Para entrar na Basílica você não paga nada. A fila é sempre grande, mas anda logo. Mochilas e bolsas são revistadas e a passagem pelo detector de metais é obrigatória. Uma moedinha no bolso pode fazer você voltar várias vezes.

"Todo Teu" - Brasão Papal

Entrei na Basílica e, devo falar a verdade, esperava mais. Confesso que não tive nenhum impacto. Belos afrescos, esculturas de mármore, a Pietá de Michelangelo - protegida pelo vidro - entre outras obras. Tudo bonito e até luxuoso.

Particularmente gostei desse anjinho - reparem as dobrinhas do corpo, parecia uma criança de uns 3 anos, meio gordinha. Um trabalho bem feito e delicado. Aliás, todos os trabalhos em mármore que vi nessa viagem me deixaram de queixo caído. Pareciam dobraduras de papel.

Nem tudo pode ser fotografado dentro da Basílica de São Pedro. Um "simpático" vigia está sempre alerta. Os japoneses não devem gostar nada disso.

Esse belo afresco chamou a minha atenção. E nessa hora, senti falta de um guia para falar um pouco mais obre essa obra. Já não lembro a autoria.

Detalhe do afresco aí de cima, mais um anjinho. Será que os anjos são assim mesmo? Eu já vi um anjo e isso não é delírio. Já vi mesmo, mas nãos e apresentou como criança, só lembro que era muito alto e tinha uma espada na mão. Já tive uma alma pura, mas hoje só vejo anjos em quadros...

Ao fundo as colunas que cercam a Praça de São Pedro e as muitas cadeiras para assistir a missa pelo telão. Era antevéspera de Natal e estavam organizando tudo. Se não me engano vi dois telões. A propósito, não assisti a Missa do Galo, tampouco vi o Papa. É isso, fui a Roma e não vi o Papa...

Sempre alerta! A impecável farda da Guarda Suíça.

Após a visita da Basílica fui ver os túmulos dos papas, inclusive do querido e simpático João Paulo II. Esperava algo luxuoso mas o túmulo de João Paulo II é bem simples e ninguém pode chegar muito perto, tem uma corda para impedir aproximação. Muita gente para ali, ajoelha e reza.

Gostei de ter visitado a Basílica de São Pedro e lamentei não ter subido a cúpula para ver a Praça do Alto. Talvez tenha desanimado por conta do tempo. Aconselho quem visitar ir mais cedo, eu cheguei por volta de 10hs e com tantos detalhes para ver, devo ter gastado mais de duas horas. Um aviso importante, se visitarem Roma na primavera ou verão, nem pense em entrar em qualquer igreja de bermuda, é terminantemente proibido. Diferente de outras capitais europeias, onde a bermuda é liberada.

Terminada a visita fui visitar os Museus do Vaticano, assunto do próximo post.

5 comentários:

  1. Oi Jorge!
    Que pecado também não subi e eu que gosto tanto de tirar estas fotos do alto! Quando fui era Semana Santa e também estava tudo arrumadinho e eu perdi a missa de Ramos, fiquei desolada,pois onde ficamos hospedados houve um problema com os transportes, e perdi a hora...Mas,adorei ter visitado o Vaticano!

    ResponderExcluir
  2. Valéria
    Agora o jeito é voltar...rs As fotos quando tiradas do alto dão a dimensao do lugar e, claro, são mais bonitas mesmo.
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Jorge,
    Visitar a cúpula do Vaticano e apreciar a cidade do alto é mais um motivo para voltar a Roma. Eu também não subi.
    Só não aconselho visitar Roma durante o verão, como eu fiz. Muito quente.
    Vendo o frio pelas fotos...deve ser melhor assim.
    Essa 284 colunas que compoem a Praça do Vaticano foram projetadas por Bernini, assim como as 4, no interior da Basílica. Você reparou nelas?
    São maravilhosas.
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Adriana
    Seus comentários são ótimos, pois vc sempre traz uma contribuição que agrega conhecimento. Essa informação sobre as colunas desconhecia totalmente. Pelo jeito não fui só eu quem não subiu, né? Mas é assim mesmo, depois a gente volta e confere. Eu pretendo voltar em Maio ou Outubro, pois acho que junho deve estar mais quente e eles não vão permitir que eu me banhe na Fonatana di Trevi..rs
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Ola Jorge. Realmente a Paola e eu tambem esperavamos mais da Praca de Sao Pedro. Foram quatro pedidos se encontrando la. Rs

    ResponderExcluir

Obrigado por ler e comentar este post.
Abraços e volte sempre.