quem escreve

Minha foto
Rio de Janeiro, RJ, Brazil
Carioca, apaixonado pelo Rio de Janeiro, apreciador das artes, das viagens e das pessoas que têm algo a dizer.

quinta-feira, 31 de março de 2011

Sessão da Tarde

Está passando em alguns cinemas o documentário de  Izabel Jaguaribe e Ernesto Baldan, "Elza", sobre a cantora Elza Soares. Longe de ser um documentário biográfico, "Elza" é um filme que enaltece a figura da cantora, através de depoimentos de diversos artistas como Maria Bethânia, Caetano Veloso e Paulinho da Viola. Além da participação de críticos e entendidos da MPB.

Recheados de números musicais - e não poderia ser diferente - o filme tem momentos maravilhosos, como o dueto de Elza e Maria Bethânia em "Rosa Morena"; e o emocionante "Dor de cotovelo" com Caetano Veloso, quando Elza - completamente emocionada - chora em cena.
Elza Soares é uma cantora espetacular, sua voz faz o inimaginável. Não é à toa que agrada diferentes públicos. É bom ver uma cantora desse nível ser homenageada em vida. Um documentário leve e  despretensioso. Um presente para o público, para a artista e para a própria MPB. Como fã que sou de Elza Soares não podia perder. Agora é torcer para continuar em cartaz, pois vale a pena assistir.
*****

Como fui ao  Cine Odeon na Cinelândia, além de "Elza" estava passando o arrasa quarteirão "Bruna Surfistinha" e eu resolvi conferir.
A história de "Bruna Surfistinha" é conhecida de todos, já virou um livro escrito pela própria e agora rendeu esse filme estrelado por Deborah Secco. A difícil vida fácil da garota de programa é narrada em pouco menos de 2 horas e mostra os ups and downs da moça. É o mundo louco da prostituição, nú e cru, sem disfarces. Deborah Secco está bem e podemos notar que a atriz estudou muito para compor essa personagem real. "Bruna Surfistinha" não é nenhuma obra-prima, mas já arrastou mais de 2 milhões de espectadores, boa parte levada pela curiosidade sobre a vida da garota de programa e pela atuação de Deborah Secco. E como eu já estava lá e tinha convite...

*****
E tenho que agradecer à Claude que me agraciou com esses dois convites para essa Sessão da Tarde.

*****
E já se passaram 90 dias de 2011! Que Abril traga bons ares!

4 comentários:

  1. Oi Jorge!
    Não me senti tentada a assistir Bruna surfistinha, mas este de Elza que seria interessante aqui nem na programação futura do cinema não tem. Vamos ver se aparece! Gosto muito de filmes biográficos! Abraços

    ResponderExcluir
  2. Oi Valéria
    O filme sobre a Elza Soares é muito bom. Mas quems abe não chega aí em Natal? Vamos torcer!

    ResponderExcluir
  3. Um dos teus maiores predicados é este, Fortunato: percorrer o mundo cultural e nos repassar sob tua ótica.
    Acho admirável isso, sabias?

    Ainda não ví essas indicações, mas pretendo.

    Saudades tuas.Ótimo domingo, querido

    Maria Marçal - Porto Alegre - RS

    ResponderExcluir
  4. Maria
    Bom saber que você curte as minhas dicas. Eu gosto de compartilhar e faço isso com prazer.
    Um grande beijo

    ResponderExcluir

Obrigado por ler e comentar este post.
Abraços e volte sempre.