quem escreve

Minha foto
Rio de Janeiro, RJ, Brazil
Carioca, apaixonado pelo Rio de Janeiro, apreciador das artes, das viagens e das pessoas que têm algo a dizer.

quinta-feira, 5 de maio de 2011

Shirley Valentine

Depois de viajar pelo Brasil, Shirley Valentine finalmente chegou ao Rio, em curtíssima temporada no CCBB - tão curta que já termina no próximo doningo, dia 8. A peça que foi escrita em 1986 pelo dramaturgo inglês Willy Russel, já foi traduzida para mais de 40 idiomas, conquistando admiradores mundo afora. Em 1989 a história virou filme e Shirley foi interpretada pela atriz inglesa Pauline Collins, que foi indicada ao Oscar por conta da sua atuação. Aqui no Brasil, se não estou enganado,  esta é  a segunda montagem do espetáculo (Renata Sorrah levou a peça aos palcos em 1991). Desta vez a estrela é Betty Faria e, segundo os produtores, "o Valentine" é lido da mesma forma como se escreve, e não 'Valentaine'. Isso é porque o diretor, acha nossa Shirley brasileira. Brasileirísima."
Shirley Valentine é uma dona de casa na faixa dos 50 anos, que vive para a sua rotina que inclui lavar e passar roupas, arrumar a casa e preparar o jantar do marido. Após receber um convite de uma amiga para passar 15 dias na Grécia, vê  a possibilidade de recuperar a vontade que tem de viver. 


A montagem de Shirley Valentine é muito bem cuidada e tudo colabora para isso: cenário, luz, figurino e a competente direção de Guilherme Leme na condução do espetáculo. Sozinha no palco Betty Faria dá vida a essa Shirley Valentine com todas as suas angústias e inseguranças e esperanças.  A empatia com o público é imediata - Betty tem carisma de sobra e coloca a platéia no bolso. E vamos combinar: a personagem é maravilhosa e o texto - com ótima tradução de Euclydes Marinho - é perfeito. Betty está muito à vontade no papel e sua atuação é emocionante. Não é fácil segurar um monólogo, mas Shirley Valentine prende o público, até porque a história que se passa no palco não está longe da vida de muitos dos espectadores. Quem não conhece uma Shirley Valentine? Ou quem não está numa fase "Shirley Valentine" - cansado da rotina, querendo mudar, mesmo com medo de mergulhar num mar sem fundo? Assim é Shirley Valentine, um espetáculo que leva a refletir sobre a vida que levamos e o que estamos fazendo com ela. É um sopro para renovar e lavar a alma e com a brilhante interpretação de Betty Faria.
Torço para que a temporada continue em outro teatro.

***** 
Anote:
Onde: Centro Cultural Banco do Brasil
Quando: até domingo (08/05) - 20h
Quanto: R$ 10

2 comentários:

  1. Pena que não moro no Rio...Conheço só o filme que é ótimo.
    abs.

    ResponderExcluir
  2. Cláudia
    Eu soube que esta peça viajou pelo país . Nãos ei onde vc mora, mas quem sabe a Beth não faz uma nova turnê pelo Brasil?
    Vamos torcer!
    Abraços

    ResponderExcluir

Obrigado por ler e comentar este post.
Abraços e volte sempre.