quem escreve

Minha foto
Rio de Janeiro, RJ, Brazil
Carioca, apaixonado pelo Rio de Janeiro, apreciador das artes, das viagens e das pessoas que têm algo a dizer.

segunda-feira, 6 de junho de 2011

A caminho da Huaca Pucllana

No post anterior comentei que não havia sido possível visitar Huaca Pucllana - sítio arqueológico, local dos jogos sagrados - daí deixei para fazer a visita no dia seguinte. Era Sexta-feira Santa. O dia amanheceu lindo, céu azul e muito sol. Depois do farto café da manhã, peguei o mapa e resolvi ir a pé. Afinal, para conhecer bem uma cidade...é preciso caminhar.

Embora fosse uma longa caminhada, sabia que ia valer a pena. Olhando o mapa parecia muito longe, mas quando estamos apenas passeando, o tempo passa e a gente nem sente. Na Av. 28 de Julio, vi este edifício com ares antigos, mas logo observei o "puxadinho" que tirou um pouco o charme da construção.

Na Av. Alfredo Benavides, já próximo ao centro de Miraflores, fica este Cassino com duas cachoeiras artificiais nas laterais - nada mais cafona. Aliás, estou sendo redundante, pois nada mais cafona do que um cassino.

Enfim, cheguei à Av. Larco, onde estão vários restaurantes, hotéis, albergues, cassinos, lojas e bares. Aqui é o centro de Miraflores, onde tudo acontece.
O Parque Central de Miraflores é muito bem cuidado, além de tranquilo e tem belos jardins.
 Igreja da Virgem da Medalha Milagrosa
Depois de atravessar o Parque Central, chegamos à Avenida Arequipa, atravessando os bairros de Miraflores e San Isidro.
Quem dera ter uma ciclovia assim, tão bem cuidada. Dá vontade até de parar e sentar nos bancos para ficar vendo o movimento. Nota-se a limpeza total da cidade. É um passeio, no mínimo, agradável.

 Muitos prédios antigos pelo caminho

Faculdade de Engenharia - prédio simples, bem conservado e sem pichações.

Prédio da Aliança Francesa. Muito bonito. Acho que é uma das maiores escolas da AF na América Latina...ou será que estou "viajando"?
E logo depois de ver o prédio da Aliança, entrei na Av. Angamos Oeste e avistei a pirâmide da Huaca Pucllana.

Achei ótimo não ver ônibus nem vans de turismo, sinal de que faria uma visita tranquila...

Só que ao chegar na porta da Huaca tive uma boa surpresa. Estava fechada por conta do feriado. Nem havia pensado nessa possibilidade. O jeito seria fazer outro programa. Mas para onde ir? Começar o dia assim com um programa furado não é nada bom. Mas, sabe que às vezes nem tudo é como pensamos? Quer saber como terminou esse dia? Continue acompanhando...

4 comentários:

  1. Oi Stephanie
    Que bom te encontrar aqui!
    Bom iajar de novo né?
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Oi Jorge!
    Que agradável está sendo este passeio mesmo com o imprevisto, como diz você se a vida te der limões faça limonadas, não é isso? E parece que foi o que aconteceu, que suspense!

    Abração!

    ResponderExcluir
  3. Oi LetíciaFiquei 4 dias em Lima, fui no feriado da Semana Santa deste ano. Foi otimo como vc pode ver e ainda verá nos demais posts.
    Beijos

    ResponderExcluir

Obrigado por ler e comentar este post.
Abraços e volte sempre.