quem escreve

Minha foto
Rio de Janeiro, RJ, Brazil
Carioca, apaixonado pelo Rio de Janeiro, apreciador das artes, das viagens e das pessoas que têm algo a dizer.

quinta-feira, 17 de novembro de 2011

24 horas sem internet

Todos os dias assisto ao Bom Dia Brasil e assim que começa o programa "Mais Você" da Ana Maria Braga eu desligo. Ontem pela manhã quando fui desligar a TV, a apresentadora estava falando sobre o desafio de ficar 24 horas desconectado de tecnologia. Isso significa ficar sem computador, celular, tablet e o que mais pudesse dar acesso à internet. Parei e fiquei assistindo.  Comecei a pensar na possibilidade de ficar 24 horas sem acesso, uma vez que hoje em dia é praticamente impossível viver sem estar conectado. Porém, por que não aproveitar? O celular já estava desligado e assim ficou. O próximo passo seria não entrar mais na rede. Postei o aviso no FaceBook e iniciei minha jornada de 24 horas sem internet. Sobrevivi e acho que ficaria até mais um dia. Aproveitei o tempo "ocioso" para organizar minhas roupas. Separei as camisetas, as camisas, as polos, calças e bermudas. Fui trabalhando e em menos de 2 horas tudo estava ajeitado. Depois cozinhei, li e assim fui aproveitando o meu tempo. E vi que a internet toma muito do nosso precioso tempo. É claro que no trabalho, é indispensável, mas na vida pessoal, a internet é um desastre. Por conta das redes sociais, muitas pessoas estão deixando de viver. Passam o dia inteiro "tuitando" ou postando no Facebook, onde "curtem" tudo e "compartilham" tudo. E quando digo tudo é tu-do mesmo. Algumas pessoas espirram e postam na rede. E por mais que você não queria fazer igual, acaba fazendo. Não tenho nada contra, todo mundo é livre, mas há um certo excesso. Eu tenho uma conta no Facebook e outra no Twitter. Ultimamente uso mais o Facebook, mas com moderação. Limitei o acesso apenas aos meus amigos, aliás, tenho 120! Mas isso não é nada frente a algumas pessoas que tem mais de mil, quatro mil ou até um milhão de amigos. É tanta exposição, tanto blablablá. É comum ver nos restaurantes, teatros e cinemas, muitos casais, cada um com seu iphone vivendo num mundo particular. Estão mandando mensagens no Facebook ou no Twitter. Informa que estão no lugar tal e está maravilhoso. Meu Deus! Que mundo é esse? Ninguém conversa mais? De que adianta sair com a namorada ou amigos e passar boa parte do tempo no iphone?  Em casa, cada componente do grupo familiar tem o seu notebook ou pc e assim a família se comunica via Facebook ou twitter. Ligar para desejar parabéns a um amigo pelo aniversário? Para quê? O Facebook taí mesmo. Basta deixar uma mensagem e pronto. Sinceramente, nada mais frio do que isso. São outros tempos.
Eu não vou deixar de usar a internet, claro. É uma ferramenta que auxilia muito e facilita a vida. E é assim que pretendo usar, apenas como uma ferramenta. Seria bom se todos experimentassem ficar um dia ou dois desligados desse mundo virtual e vivessem um pouco na rela, conversando com os amigos, os parceiros da vida. Ouvindo mais gargalhadas - melhor do que ficar lendo os kkkke rsrsrs...

10 comentários:

  1. Concordo com vc 110%
    A internet toma muito tempo das nossas vidas, em que a gente passa a viver pela rede, ou seja, não vive mais (ao menos não da mesma forma!)

    Mesmo sendo duro, consigo passar alguns dias sem ela, mas já sem telefone? Mesmo que ninguém me ligue, fico angustiada quando esqueço o meu em casa! E justamente nesse dia quando chego tenho várias chamadas perdidas e mensagens... Grande abraço

    ResponderExcluir
  2. Concordo e já estou pensando em que momento será essa minas 24 horas sem internet...

    ResponderExcluir
  3. Jorge,

    Eu já fiquei sem um e sem outro por puro acaso e foi OTIMO!

    O dia que esqueci o celular, só fiquei preocupada se minha filha precisava falar ou alguem sobre ela.

    Quanto ao computador, que maravilha desconectar e viver um pouco.

    Tanto assim, tenho escrito menos.

    BEIJOS

    ResponderExcluir
  4. Concordo com vc; se por um lado a internet facilita o contato, por exemplo, com amigos que estao longe, por outro lado acaba por padronizar este "relacionamento distante" até mesmo com aqueles que estao quase do nosso lado. Telefone vai virar peça de museu, assimcomo a carta e o telegrama ja viraram!
    Neste Natal fique feliz ao receber um ho ho ho eletronico! No Ano Novo envie uma garrafa de Champanhe virtual cheio de borbulhas, enquanto uns poucos sortudos na Terra vao brindar ao vivo, olhando olho no olho!
    Sinal dos tempos sim; dos tempos de solidao a dois, a tres, a 7 bilhoes!
    Um dia sem intenet vai promover oportunidade de nos organizarmos longe das maquinas abdutoras e maquiavelicas mas infelizmente nao vai promover a boa e velha conversa fiada, na cadeira à porta de casa!
    beijos 1000

    ResponderExcluir
  5. Jorge,
    apesar de gostar de tecnologia, não sofro quando fico sem!
    Quando vou para a fazenda então...nem ligo. Lá não tem nem TV. Trato entre os irmãos. Ficamos na varanda ou na cozinha conversando...o tempo passa devagar,dormimos mais cedo.
    É muito bom.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  6. Milena
    Comigo acontece a mesma coisa com relação ao celular. é só sair sem ele que as ligaçõe spipocam.
    Abraços

    Sissy
    Um dia só faz bem...pelomenos uma vez por semana. Né?
    Beijos

    Eduardo
    Experimente!
    Abraços

    Patrícia
    O mundo caminha numa velocidade tão louca. Por ocnta dessa pressa criada pela tecnologia, as pessoas esqueceram a palvara paciência.
    Beijos

    Adriana
    Sábai decisão a de não ter TV na fazenda. Que o tempo seja dedicado aos papos e ao descanso.
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Oi Jorge!
    Não sei muito usar a tecnologia, mas o pouco que sei consome muito meu tempo.rsss Sei, no entanto conviver sem tudo isso. Celular pouco uso, só o estritammente necessário, agora fiz conta no facebbok, mas não sou muito de fuçar não, deixo minhas mensagens, olho algo aqui e ali, mas meu blog visito todos os posts amigos e isso toma muiiito tempo. Quando viajo, olho o e-mail e os comentários no post, mas no mais sobrevivo sem.
    Abraço!

    ResponderExcluir
  8. Valéria,
    Hoje em dia não dá para ficar sem a tecnologia, é fato. Porém, não podemos ficar escravos e sim conviver, o que vc acertamente faz. Recentemente cancelei minha conta no Facebook, tomava tempo e ainda me dava aborrecimentos. O blog, e-mails e visitas a sites e blogs amigos já são o suficiente para aplacar a minha sede virtual.
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. monica amadeo lamonato4 de dezembro de 2011 19:00

    Oi Jorge

    Tava com saudade de vc...Voltei de viajem e não te encontrei mais...
    Concordo com vc que internet demais naõ é saudavel, tenho o exemplo na minha casa, pois a minha filha tem serias dificuldades de relacionamento, é extremamente timida, esta na terapia por causa disso, e ate acho que a net ajudou a piorar a situação...mas como tudo na vida, com moderação, sabendo usar é ate saudavel..veja bem, se não fosse a net eu não conheceria pessoas maravilhosas como vc, o Eymard, a Beth, a Sueli, a Adriana e outros tantos, não me aproximaria novamente de meus amigos de adolescencia que moram em outros estados...
    Senti muito sua falta no face, viu...
    abço
    monica

    ResponderExcluir
  10. Monica
    Dei um tempo lá no Facebook, mas devo voltar a qualquer hora. Aguarde. A internet tem , como tudo na vida, dois lados um bom das amizades e o mal do tempo que nos rouba e das armadilhas para inocentes. Aos pocuos vamos encontrando nosso ritmo.
    Beijos saudosos

    ResponderExcluir

Obrigado por ler e comentar este post.
Abraços e volte sempre.