quem escreve

Minha foto
Rio de Janeiro, RJ, Brazil
Carioca, apaixonado pelo Rio de Janeiro, apreciador das artes, das viagens e das pessoas que têm algo a dizer.

sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

Obituário Ideal


Faz parte da natureza humana evitar falar sobre certos temas, como a morte, por exemplo.  Algumas pessoas não gostam de nada associado ao tema, seja em televisão, cinema ou teatro. Confesso que também não curto. Porém, não podia ficar indiferente ao espetáculo "Obituário Ideal" em cartaz até domingo no Teatro da Casa Laura Alvim em Ipanema. Trata-se de um espetáculo de puro humor noir, mas muito refinado. Na peça, um casal de trinta e poucos anos, anestesiado pela banalização da violência cotidiana exposta na mídia, passa a ir a enterros de desconhecidos para chorar. Com o passar do tempo, procuram enterros que choquem cada vez mais, e se perguntam: qual seria o obituário ideal? Após essas visitas, quando chegam em casa o casal discute sobre o enterro, falam dos parentes, das roupas, da maneira como a pessoa foi morta, tudo num clima completamente nonsense e de maneira muito divertida. Quem sobe as escadarias do Teatro já encontra o casal protagonista - eu levei um susto - com uma expressão daquelas, de muito dor pela perda de alguém.


A montagem de "Obituário Ideal" é cheia de méritos, que vai do simpático e funcional cenário, passando pela luz e pela  música. E, claro, o competente texto de Rodrigo Nogueira que acumula as funções de autor, ator e diretor da peça em parceria com Thiare Maia. Enfim, um trabalho conjunto de muito bom gosto e grande dedicação. Tudo foi muito bem cuidado e pesquisado. É necessário ficar atento pois são muitas referências na trilha sonora e nas inserções com propagandas antigas, trechos de novelas, filmes, séries televisivas e a simpática narração de "notícias" pela jornalista Maria Beltrão.
Rodrigo Nogueira tem ao seu lado uma atriz de grande talento, Maria Maya, que está irrepreensível nos silêncios e pausas da personagem. Sua atuação é um brinde para o espectador. Maria Maya mostra grande maturidade neste papel, um trabalho difícil e que  a atriz desempenha com maestria.
"Obituário Ideal" pode chocar alguns, mas divertirá muitos. E além de tudo, provocará uma reflexão: até onde podemos ir em busca da felicidade?

*****
Anote:
Onde: Casa de Cultura Laura Alvim
Quando: Sex e Sáb: 21hs - Dom: 20hs  Até 18/dez
Quanto: R$ 40

Um comentário:

  1. Gostei da ideia.
    Seria muito bom se nós pudéssemos falar sobre o assunto sem amarras.
    A vida seria mais fácil...e a morte idem!
    Abraços

    ResponderExcluir

Obrigado por ler e comentar este post.
Abraços e volte sempre.