quem escreve

Minha foto
Rio de Janeiro, RJ, Brazil
Carioca, apaixonado pelo Rio de Janeiro, apreciador das artes, das viagens e das pessoas que têm algo a dizer.

quinta-feira, 14 de junho de 2012

Burano - a ilha da renda

De Murano para Burano não é muito longe, talvez uns 15 ou 20 minutos, se muito. E como acontece sempre, o trajeto é muito bonito. Vejam bem essas "casinhas" á beira da lagoa. Nada mal, para um final de semana, não é?


Do vaporetto um panorama da pequena e calma ilha de Burano.

Burano é conhecida como a ilha da renda, mas poderia ser chamada de "cidade das casas coloridas". Desde a saída da estação do Vaporetto é possível ver um agradável conjunto de casas geminadas com suas cores reluzentes. Nem preciso falar muito, basta que vocês observem as fotos abaixo.


E a surpresa que eu havia falado no post anterior? Estar sozinho numa viagem, não significa ficar solitário e nesta viagem, em particular, tive o prazer de conhecer muitas pessoas, como o casal que está comigo na foto abaixo.
Conheci Soare e Colette no dia anterior em Veneza, quando pedi ajuda para tirar uma foto. Aliás, tem sempre alguém pedindo para tirar uma foto. Foi um encontro rápido, fiz umas fotos perto da Ponte Paglia e depois, mais uma vez na Ponte dei Souspiri. E aí foi quando pude conversar um pouco e fiquei sabendo que eles eram da Romênia. E quando estava em Murano indo pegar o Vaporetto, quem eu encontro? O simpático casal. Achamos graça da coincidência. eles já tinham visitado Murano e, juntos, seguimos para Burano.

 Não bastasse o colorido das casa, ainda tem esses pequenos caprichos.

 E na rua principal da cidade o comércio de renda em toda parte.
 
Fiquei devendo uma visita ao Museo del Merletto (Museu da Renda). Quem tem o Veneza Museum Pass não precisa pagar.

Não é só a Torre de Pisa que é torta... a Torre da Igreja de San Martino também. Eu tirei a foto até duas vezes, mas aí concluí que a torre estava inclinada.

 Brindando o encontro Romênia e Brasil

A visita a Burano foi muito agradável e recomendo. De qual ilha gostei mais? Das duas. Cada uma com seu estilo. Se Murano é calma, Burano é tranquilíssima.
 Deixamos a ilha e retornamos para Veneza.

E navegando nas águas da laguna de Veneza esse enorme navio.
Foi um passeio formidável, longe das multidões e na companhia de novos amigos. Retornei ao Hotel, descansei um pouco, pois à noite iria assistir "La Traviata", eu não ia perder uma ópera em Veneza, não é mesmo?

18 comentários:

  1. Jorge, que graça de ilha Burano eh! Eu nunca tinha ouvido falar dela, somente de Murano. Parece ser realmente calma, mas alegre, com as casinhas multicoloridas, um encanto! Depois me conta se você já sai do Brasil com as opções de passeios ou se informa quando chega. Eu sempre programo mas surgem coisas até melhores, são as deliciosas surpresas da viagem... Abraços. Nilza

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Nilza
      Essa viagem foi a que menos programei as visitas com antecedência. Mas, vi em alguns blogs posts sobre as ilhas e resolvi viistar. Para ser sincero, eu não tenho um roteiro rígido, vou ao sabor das ondas...
      Beijos

      Excluir
  2. Jorge, que delicia chegar em casa depois de ficar 10hs dentro de uma sala de aula, e dar de cara com essas fotos...eu me apaixonei por Burano, quanta energia boa, quanta tranquilidade, ficamos ali horas sentados e sentindo essa energia...pra gente foi mágico...Eu li num guia, que as casas são coloridas para que os pescadores que ficam bastante tempo longe de casa, avistem suas casas de longe quando estão retornando...obrigada pelo presente...bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Monica
      Faz todo sentido então aquele colorido. Imagine a emoção deles ao chegar e já avistarem a sua casa? Burano me pareceu muito familiar e, no dia da minha visita, em especial, estava muito tranquila.
      Beijos

      Excluir
  3. Jorge,
    não conheço Burano e não sabia dessa história das rendas.
    Estou conhecendo uma outra Veneza....muito além dos pombos de San Marco!
    Beijão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Adriana
      E vai muito além mesmo, Adriana. Eu amei cada ilhazinha que visitei, cada cantinho desse lugar.
      Beijos

      Excluir
  4. Também não conheço Burano! E, como apaixonada or artesanato estou me sentindo em falta para cartão vermelho!
    Preciso conhecer..
    Obrigada por mostrar!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tania, me dá muito prazer ler isso. Poder compartilhar um lugar novo e despertar esse interesse, não tem preço.
      Beijos

      Excluir
  5. Jorge
    É muito legal conhecer pessoas de outros países, outras culturas.Para mim também foi surpresa essa rendas e Burano.
    Bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Suely
      Eu acho que esse é o grande barato das viagens, fazer esse intercãmbio.
      Beijos

      Excluir
  6. Oi Jorge!
    Burano foi uma bela surpresa, não a conhecia e estou maravilhada com este lugarzinho tão acolhedor. E ainda mais cheio de renda, que adoro. Já fiquei doida em Bruges.rss
    Você tirou a sorte grande em ficar mais dias em Veneza.
    Abração!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E foi muita sorte mesmo! Agora entendo o texto da revista "Viagem", todo tempo para Veneza será pouco.
      Beijos

      Excluir
  7. Jorge

    Acho que Burano é tranquilo assim mesmo, acho que lá senti o que vc sentiu no Palazzo, fiquei paralisada com a tranquilidade e paz que senti...a gente tem até que falar baixinho,rsrsrsrrs de tão silencioso que é...Fiquei apenas 3 dias em Veneza, minha tia e prima tinham me dito de Burano, no dia que fomos comprar o vaporetto para Murano consegui me comunicar com a bilheteira, ela foi paciente e me deu varias dicas e me disse para não deixar de ir, no dia seguinte mudamos o roteiro, e fomos...deixei de entrar na Igreja de San Marcos para ir lá...não me arrependo...sei que vou voltar...bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. São essas mudanças nos roteiros que nos trazem as alegrias e surpresas de uma viagem. Também não visitei a Basílica de San Marco, entre outras coisas, mas vivi outras experiências e um dia retorno para fazer o que não fiz.
      Beijos

      Excluir
  8. Jorge,
    Que dilícia!!!!!!!!
    Conhecia Burano de fotos e por suas rendas, mas vê-la postada por você foi melhor ainda.
    Você não acha que essas casinhas lembram o Caminito, no bairro de San Telmo, em Buenos Aires?
    Muito legal esses seus encontros com estrangeiros e as coincidências de voltar a vê-los. E isso não aconteceu só uma vez... Oportunidades que muitas vezes se tem exatamente por se "estar" sozinho.
    Adorando a viagem!
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sueli
      Ao chegar em Burano temos mesmo um pouco essa senaçãod e rever o Caminito ou até o Pelourinho em Salvador. Casas coloridas, roupas na corda, um clima faminliar e um silênicio qeu nos dá muita paz. Quanto aos encontros, é a parte que me deixa mais feliz numa viage, Gosto de conhecer diferentes grupos.
      Beijos

      Excluir
  9. Fotos lindas, você passou um da lindo em Burano! Tb adorei muito a Ilha, adorei essa calma, o colorido, os tecidos estendidos nas fachadas das casas... Tão perto de Veneza e ao mesmo tão diferente!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Milena e essa dica eu devo agradecer a você, que sugeriu lá no seu blog.
      Um beijo

      Excluir

Obrigado por ler e comentar este post.
Abraços e volte sempre.