quem escreve

Minha foto
Rio de Janeiro, RJ, Brazil
Carioca, apaixonado pelo Rio de Janeiro, apreciador das artes, das viagens e das pessoas que têm algo a dizer.

segunda-feira, 6 de maio de 2013

Festival O Boticário na Dança

Desde o último sábado (04/05), o Theatro Municipal do Rio de Janeiro está abrigando o "Festival o Boticário na Dança". Para quem ainda  guarda boas lembranças da época do Carlton Dance Festival, este evento é uma ótima oportunidade para conhecer o trabalho de coreógrafos internacionais e ficar atualizado com o que é visto mundo afora. Confesso que não estava muito empolgado com esse festival, mas quando soube que a Quasar Cia de Dança iria participar fiquei um pouco mais animado. Lembro de ter visto a Quasar diversas vezes e sempre gostei dessa companhia goiana.

Na noite de estréia, sábado, o espetáculo ficou por conta da Shen Wei Dance Arts, dirigida pelo chinês Shen Wei, responsável pela coreografia da abertura das Olimpíadas de Pequim, em 2008. A companhia está sediada em Nova York e escolheu duas coreografias para apresentar no festival: Sagração da Primavera, baseada na composição de Stravinsk e Folding.
Shen Wei é um artista cheio de qualidades, além de coreógrafo é:diretor de palco, figurinista, iluminador, pintor, artista plástico e cineasta. Só para ter uma idéia do talento do moço, o pano de fundo da foto acima foi pintado por Wei.
 
Folding foi a coreografia que mais gostei, impactante,  minuciosa e com figurinos de tirar o fôlego que resultou num espetáculo de altíssimo nível. Realmente bom. Diferente de Sagração da Primavera que não apresentou nada de novo. Para a primeira noite foi bom, mas esperava bem mais. Contudo não posso negar que Folding proporcionou momentos belíssimos, difíceis de serem esquecidos!
 
Hofesh Shechter Company
Domingo, 05/05, foi a apresentação da companhia inglesa criada em 2009 e que  leva o nome do diretor artístico. A companhia se destaca pelo estilo intenso e teatral ao som de muito rock'n'roll.
Hofesh Shecter trouxe o espetáculo Political Mother, que retrata as emoções humanas e com a intenção de "proporcionar uma experiência como nenhuma outra". E conseguiram! O que assisti no palco do Theatro Municipal foi algo impactante, pulsante, vivo, dinâmico, enfim, tenho que repetir: impactante!
Tudo é muito teatral e os bailarinos estão totalmente integrados à banda e esta aos bailarinos. O inimaginável acontece: uma banda de rock dentro do Theatro! Percussão, solos de guitarra e a voz rouca e incompreensível de um cantor cheio de atitude. Foi realmente uma experiência. Saí do Theatro elétrico.
Espero que as próximas apresentações estejam no mesmo nível dessas duas noites.
 
O festival acontece ao mesmo tempo nas cidades de São Paulo e Curitiba, com apresentações no Auditório do Ibirapuera e Teatro Guaíra, respectivamente.
No Rio as apresentações vão até o dia 08, sempre às 21h no Theatro Municipal.
 
Anote:
Programação:
06/05 - Peeping Tom
07/05 - Mimulus Cia de Dança e Maribor Ballet
08/05 - Grupo de Rua e Quasar Cia de Dança
 
Ingressos:
Frisa e Camarote – R$420,00
Plateia e Balcão Nobre – R$70,00
Balcão Superior – R$50,00
Galeria – R$20,00
 

4 comentários:

  1. Pelas fotos e tua empolgação, Jorge, o festival deve estar um espetáculo!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu gosto muito de espetáculos de dança, Lena. Mas dança contemporânea é de altos e baixos. Uns grupos surpreendem e outros decepcionam. Até aqui gostei muito do que vi.
      Beijos

      Excluir
  2. Uau, Jorge! E eu fiquei elétrica só de ler seu texto!
    Adoro dança e quando a companhia consegue nos envolver e nos transportar além dos nossos limites, é o máximo!
    Parabéns! Continue nos brindando com as sensações do seu olhar arguto.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Sueli!
      é uma pena que neste país tão grande, nem todos tenham a chance de conferir o que acontece no Rio e São Paulo, cidades que mais recebem estes espetáculos. Também gosto muito de dança e saio do teatro querendo repetir as coreografias...rs
      Beijos

      Excluir

Obrigado por ler e comentar este post.
Abraços e volte sempre.