quem escreve

Minha foto
Rio de Janeiro, RJ, Brazil
Carioca, apaixonado pelo Rio de Janeiro, apreciador das artes, das viagens e das pessoas que têm algo a dizer.

quarta-feira, 30 de outubro de 2013

Inhotim, além de todas as expectativas

Na estrada indo para Brumadinho
No último final de semana (25 a 27/10), fui a Belo Horizonte para conhecer uma querida amiga que fiz nesse mundo virtual, Adriana Pessoa. Nos conhecemos através da troca de comentários no Blog  Conexão Paris - olha ele aí de novo - e aos poucos fomos estreitando nossa amizade através da nossa paixão por viagens e, sobretudo, Paris. 
Há algum tempo estava planejando conhecer Adriana, mas as agendas não batiam. Até que este dia chegou. E para celebrar esse encontro, Adriana me convidou para visitar Inhotim - o maior centro de arte contemporânea da América do Sul.


A estrada para Inhotim é um capítulo à parte, com pequenas fazendas pelo caminho. Adriana adora fotografar. Por isso, paramos algumas vezes para registrar a beleza do lugar e fazer algumas fotos.

Depois de algum tempo chegamos a Inhotim e desde o primeiro instante fiquei encantado.

Inhotim é a reunião perfeita de Arte e Natureza, tudo muito bem integrado. São obras de artistas como Hélio Oiticica, Tunga, Cildo Meireles, entre outros, expostas ao ar livre em meio a jardins e lagos.
 É o paraíso, tranquilo, bonito, limpo, organizado ... e no Brasil! 
Esta foi a primeira obra que vi. Instalação da artista Yayoi Kusama. São bolas de aço que se movimentam em um espelho d'água. Um verdadeiro espetáculo de cores, reflexos e sons. Fiquei bom tempo ali observando o vai e vem das bolas que se juntam e se separam.
 Só esta instalação já vale a visita, mas tinha muito, muito mais para ver. 
 Obra de Hélio Oiticica
 Esculturas de Edgar de Souza
 Jardins harmoniosos
Além das obras espalhadas pelos jardins, Inhotim reúne um grande conjunto de galerias - como a que aparece ao fundo. Para mim foi uma surpresa, não esperava. 
Gigante Dobrada - obra de Amílcar de Castro
Instalação na Galeria True Rouge
 
Pausa para descanso na Galeria True Rouge com lago ao fundo
 Fiquei impressionado com essa planta, folhas enormes.
 Essa obra do chinês Zhang Huan é impactante
 Assim como é impactante esse banco feito de tronco de árvore. E que árvore!

 Obra de Cildo Meireles - cadeiras de diversos tamanhos
 Tudo em Inhotim é superlativo e a natureza nos surpreende a cada instante. 
E um momento de grande emoção - pela primeira vez na vida vi uma jabuticabeira! Existem várias em Inhotim e ainda pude provar o fruto direto do pé. Inesquecível!
Galeria Adriana Varejão - na minha opinião o projeto mais bonito de todas as galerias. Gosto muito do trabalho dessa artista e tive o prazer de rever "Celacanto provoca maremoto", um painel que faz referência aos azulejos portugueses. Pena não poder fotografar.
 Gostei muito desses fuscas coloridos, obra do artista Jarbas Lopes 
Como disse, tudo em Inhotim é superlativo e por isso, um dia só é pouco para admirar as obras e entrar nas galerias. Mas fiquei satisfeito com tudo o que vi. Próximo aos fuscas estão construindo mais uma Galeria. Claro que vou voltar para conferir.
Foi um dia intenso! Assuntos diversos, papos de viagens e muitas gargalhadas. Tudo isso em meio à natureza e cercado de Arte por todos os lados.
Até hoje não havia visto nada igual à Inhotim. Não há como sair indiferente a tanta beleza. É um passeio imperdível, obrigatório e necessário!

E na volta para Belo Horizonte fomos presenteados com um lindo pôr do sol que banhou de dourado a paisagem, tornando mais belo o que já era maravilhoso.

 *****
Anote:
Instituto Inhotim
Brumadinho - MG
Site: http://www.inhotim.org.br
Funcionamento:
De terça à sexta: 09h30 às 16h30
Sábados, domingos e feriados: 09h30 às 17h30
Ingressos: Podem ser adquiridos no site ou na recepção.
Alimentação: Inhotim oferece aos visitantes restaurantes e lanchonetes.

16 comentários:

  1. Jorge, que maravilha voltar a Inhotim através das suas fotos!
    Esse lugar é superlativo, indescritível e um grande orgulho para o nosso país!
    O Pavilhão da Adriana Varejão é mesmo o mais bonito e esses gigantescos bancos de madeira do Hugo França são um arraso.
    Lugar para se curtir com tempo e calma. Voltar, voltar e voltar.
    Que belo caminho esse encontrado pela Adriana!
    Parabéns pelo belo post.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sueli,
      Eu fiquei maravilhado. Que lugar! E o plus foi a estradinha que a Adriana encontrou para chegar lá. Dia perfeito!
      Beijos

      Excluir
  2. Jorge,

    foi um dia maravilhoso e divertido, assim como todos em sua companhia.
    Te espero novamente aqui em BH e certamente voltaremos a Inhotim!
    Beijos grandes.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Adriana,
      Vc foi a grande responsável por esse dia. Sem vc não teria a mesma graça. Quem faria a direção de arte das minhas fotos? Vc foi incrível e ótima anfitriã!
      Beijos

      Excluir
  3. Parece ser um lugar que, além de belo, transmite uma serenidade incrível.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Carlinhos meu querido,
      Vc está coberto de razão. Inhotim é de uma tranquilidade que faz a gente se sentir no paraíso.
      Abraços

      Excluir
  4. Fiquei encantada com os espelhos d'água e com os jardins. Apreciei muito a Galeria Tunga e a da Varejão. É um lugar para andar e andar, curtir os caminhos! Abraços!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente, Paula!
      Inhotim é um paraíso!
      Abraços

      Excluir
  5. Fiquei emocionada com toda a reportagem e o seu olhar sobre Inhotim que ainda não conheço, Jorge. Parabéns, está detalhado e interessante como tudo o que você produz!

    ResponderExcluir
  6. Nilza,
    quando vc for sua emõção será maior ainda. Pois Inhotim tem uma força inexplicável!
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Jorge, vc me deixou ainda mais curiosa...Sou louca pra conhecer Inhotim...imagino a delicia de estar com a Adriana, dois queridos...lindas fotos...bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mônica
      Vale muito fazer essa visita, o lugar é como descrevi, superlativo,mágico! E a companhia da Drica foi essencial para o passeio ficar completo.
      Beijos

      Excluir
  8. Amigo: há tempo que tento levar meu Amigas da Rô para curtir este pedaço maravilhoso e atmosfera ímpar. Com seu relato tão verdadeiro, só fez aumentar o meu desejo. Você saberia me dizer qual o melhor mês para visitar Inhotim? Parabéns pelas matérias.

    ResponderExcluir
    Respostas

    1. Eu não conheço bem o clima da região,'mas acredito que Inhotim pode ser visitado durante o ano todo. Só evitaria o verão por conta do sol forte. Todavia,'a administração disponibiliza guarda-chuvas. Uma outra coisa que não falei no post, existe um serviço com carrinhos para facilitar o deslocamento,'claromque é pago. Vale a pena visitar o site.
      Beijos

      Excluir
  9. Jorge, Inhotim é o meu lugar favorito em todo o Brasil (embora não conheça o país de uma ponta à outra, claro). Tanto que não consegui fazer só um post n'O Berço do Mundo, mas dois sobre o parque/centro de arte.
    Adorei tudo, essa instalação da japonesa, inspirada na lenda de Narciso, é magnífica. E tb adorei uma instalação sonora da Janet Cardiff (mas acho que era temporária) sobre um moteto do séc. XVII. E os fuscas do Jarbas Lopes já lá não estão? E a flor-cadáver ainda não tinha florescido, né?

    Ai meu Deus, que saudades desse paraíso!!
    Obrigada por estas doces recordações.
    Ruthia d'O Berço do Mundo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ruthia,
      Que surpresa! Não imaginava que você conhecesse esse pedacinho do Brasil. Inhotim é maravilhoso. Vou conferir os seus posts.
      Beijos

      Excluir

Obrigado por ler e comentar este post.
Abraços e volte sempre.