quem escreve

Minha foto
Rio de Janeiro, RJ, Brazil
Carioca, apaixonado pelo Rio de Janeiro, apreciador das artes, das viagens e das pessoas que têm algo a dizer.

domingo, 30 de março de 2014

Zaz, para festejar 6 anos de "Acabou o Caviar?"!!!!!

E chegamos ao final do mês de março e do primeiro trimestre de 2014! Este mês, por conta de motivos diversos, foram poucos posts e deixamos passar nosso aniversário... "Acabou o Caviar?" completou 6 anos no último dia 18. Mas, como a despensa ainda está cheia e as latinhas de caviar estão na validade, vamos festejar esses 6 anos com música!
No último dia 20 fui assistir ao show da cantora francesa Zaz no Circo Voador. Conheci o trabalho da cantora há poucos meses e de cara me apaixonei pelo estilo.
A noite estava perfeita e o cenário da Lapa ideal para um show impactante! 
E ainda tive o prazer de encontrar com amigos queridos como o Zé Carlos que estudou comigo na época da Faculdade - há uns 50 anos atrás... - e sua adorável esposa, Jô Valéria.
Também encontrei a Fabiane e a Lúcia que me deu aulas de História da Arte. Ambas são super fãs da Zaz. 
O show de abertura ficou por conta de uma dupla de Dj's e um grupo de performáticos, como a moça que fez alguns números de contorcionismo dentro desse arco.
E chegou o momento mais esperado, a entrada de Zaz. A pista que estava vazia no início foi lotando aos poucos e assim que cantora pisou no palco, ficou completamente lotada.
Zaz  arrebatou a plateia logo no início. Sua voz e seu estilo inconfundíveis conquistou o público. E a francesinha não parou um só instante. Zaz estava muito á vontade e com muita simpatia se comunicou com a platéia em português, ajudada por várias folhas onde lia seu texto. E o show rolou maravilhosamente. Zaz cantou músicas dos cds lançados em 2010 (Zaz) e 2013 (Recto Verso). Além das canções dos cd's, Zaz brindou o público com "La vie en rose" e "Samba em prelúdio", devidamente acompanhada pela platéia que cantava a pleno pulmões. 





O show foi além de todas as expectativas! E pela primeira vez pude ver o público brasileiro cantando em francês, realmente uma grande surpresa! No vídeo abaixo vocês poderão conferir uma parte do show com a platéia delirante cantando "Je veux".
Agradeço a todos  por ter chegado até aqui. Manter um blog atualizado não é fácil, mas graças ao apoio de leitores e amigos fiéis conseguimos!

sexta-feira, 7 de março de 2014

Domingo na Sapucaí

Com as energias renovadas depois do desfile da Império da Tijuca estava preparado para passar a noite no Sambódromo. Recebi um convite maravilhoso para ficar no Camarote da Vila Isabel, patrocinado pela empresa Cabral Garcia. Um convite desses não dá para recusar.
E logo que cheguei encontrei meus queridos amigos
Antônio Ricardo e Alessandra

A primeira escola que assisti foi a São Clemente com seu enredo sobre Favelas

No intervalo entre os desfiles o povo se joga na pista de dança
E lá vem Mangueira!

Esperava mais desse desfile da verde e rosa, afinal a carnavalesca era a super Rosa Magalhães
Momento divertido do desfile da Mangueira, o carro alegórico com os homens, literalmente, "saindo do armário"



Alessandra, Eu, Harolde e Fabi - curtinhdo muito

Esse ator americano seria o Quinton Aaron??? Fiquei na dúvida
E eis que surge o furacão Sabrina Sato esbanjando sensualidade e simpatia durante o show do Bangalafumenga.
A pista encheu e todos queriam tirar foto com a Rainha da Bateria da Vila Isabel
Sabrina deu show e fez a alegria da galera com essa rápida aparição. A moça era Musa do Camarote da Brahma.
E posso falar uma coisa? Achei a Sabrina uma graça!
 Elegi Alessandra Musa do nosso Camarote - puro glamour!
 Salgueiro pintou na Sapucaí distribuindo bolas em formato de coração
E tem japa no Samba! Como dizia Jamelão, o cara tava mais feliz que pinto no lixo.
 Comissão  de Frente do Salgueiro
 Mestre Sala e Porta Bandeira evoluindo!
 Os carros alegóricos do Salgueiro estavam lindos
 Ala das Baianas - luxo só
 Um desfile de campeão!
Mais um intervalo, mais um show
Mc's Doca e Cidinho
 Eu só quero é ser feliz
Dançando funk

Pinah abrindo o desfile da Beija-Flor
 O carro abre alas estava muito luxuoso
 O enredo estava um pouco confuso apesar de tanta beleza
 Mas os componentes estavam desfilando cheios de alegria. 
 Curtindo o desfile com a ex-Rainha de Bateria da Portela, Juliana Portela.
 Essa menina é uma simpatia!
E o desfile seguiu muito bonito e teve momentos emocionantes
Ala das Crianças - como não amar?
 Passistas mirins
Assim que passou o último carro saí do Camarote e fui para a pista seguir a Beija-Flor
 Foi um verdadeiro Arrastão
Até a Apoteose com o dia amanhecendo!
Uma noite inesquecível ao lado de amigos queridos, com muita diversão e ótima recepção. E o melhor disso tudo? Voltei na Segunda-feira. Mas isso é assunto para os próximos posts!

quinta-feira, 6 de março de 2014

Batuk

Batuk foi o enredo escolhido pela Império da Tijuca para o Carnaval 2014. Em parceria com o Jornal O Globo a Escola promoveu um concurso perguntando "Por que o Jornal deve te levar para desfilar no Carnaval da Sapucaí pela Império da Tijuca"? Os autores das duas melhores repostas ganhariam fantasias para desfilar pela escola. Decidi participar e enviei a frase "Porque o meu coração não bate, ele BATUKA" e ...ganhei! E lá fui eu no domingo de carnaval para a Sapucaí embalado pelo BATUK da Império da Tijuca.
Não dá para sair de casa vestido com a fantasia. O jeito é ir com parte dela no corpo e complementar na Concentração
Essa fantasia não era das mais complicadas e ainda pude vestir meu short por baixo. 
Em alguns minutos estava pronto, só faltava o chapéu com um tambor enorme. Pesava. 
 Com a fantasia completa começam os pedidos para tirar fotos. Acontece.
 E o jeito é atender aos pedidos que chega a ser até divertido.
.E as minhas fotos vão correr o mundo, esta foi para o Chile
  Já na área do desfile os carros alegóricos 
 Componentes de outras alas
E os componentes da minha ala Puita que foi a terceira.
Por motivos óbvios não tenho fotos do desfile. É proibido desfilar com máquina ou celulares. Só posso dizer que o desfile foi o máximo e devo ter perdido uns dois quilos de tanto que pulei e sambei.
Voltando para casa fui parado numa das ruas próximas ao Metro Praça Onze por duas turistas belgas. Elas ficaram encantadas com a minha fantasia. Ou teria sido comigo??? E pediram para tirar uma foto.
Enfim, em casa para tirar a fantasia, trocar de roupa e retornar para o Sambódromo. Haja folego.